'Mulheres merecem ser respeitadas', diz Júlio César em apoio a movimento

Jornalistas criaram o movimento #DeixaElaTrabalhar, que age contra o assédio e machismo no esporte

No último domingo, um manifesto de jornalistas esportivas foi publicado nas redes sociais contra o assédio e o machismo no ambiente profissional, estádios e onde quer que aconteçam. Com apoio de LANCE! e dos clubes, o goleiro do Fluminense Júlio César também falou sobre o assunto e pediu respeito.

- Gostaria de aproveitar para destacar a situação que tem se falado das repórteres mulheres, com alguns acontecimentos. Queria demonstrar meu apoio não só como Júlio César, mas de todo grupo do Fluminense. Apoiamos a causa, as mulheres merecem ser respeitadas - disse, durante entrevista coletiva.

- Não só as repórteres, mas em todas as profissões que as mulheres exercem. Elas têm seus méritos. Tem o nosso apoio. Vocês merecem ser respeitadas - completou.

Além dele, outro jogador que falou sobre o tema foi Réver, zagueiro do Flamengo. Milhares de jornalistas se manifestaram com a hashtag #DeixaElaTrabalhar.