Neymar fica a 2 gols de igualar Romário e virar 4º maior artilheiro da Seleção

A diferença de gols marcados por Romário e Neymar na Seleção brasileira poderia ser de apenas um, se o atacante do PSG não tivesse desperdiçado um pênalti na vitória do Brasil sobre o Japão por 3 a 1, nesta sexta, em Lille, na França. De todo modo, ao converter outra cobrança, na mesma partida, Neymar chegou a 53 gols.

Romário fez 55 e ocupa a quarta posição nessa tabela. Imbatível há décadas, Pelé continua "rei" também da artilharia da Seleção – foram 95 gols em 115 partidas, incluindo amistosos.

Em segundo, vem Ronaldo, com 67 gols em 98 jogos. Na sequência aparece Zico, que marcou apenas um gol a menos que o "Fenômeno" – 66, em 89 partidas.

Com 25 anos, Neymar tem tudo para superar esses outros craques em número de gols com a camisa da Seleção. Pelé jogou a sua última partida pela equipe quando tinha 30 anos. Já Ronaldo Fenônemo se despediu da Seleção com 34.

Zico foi mais longe ainda – com 36. Entre os principais artilheiros, Romário, porém, teve a maior longevidade no time, onde chegou a atuar até mesmo com 39 anos.