Borja diz ter recebido sondagem do Verdão, mas não crê em transferência

O atacante Miguel Borja, do Atlético Nacional, admitiu ter recebido uma sondagem para se transferir ao Palmeiras. O jogador era um sonho da diretoria alviverde para substituir Gabriel Jesus, mas o alto valor pedido pelo clube de Medellín afastou o atleta do Palestra Itália.

"Do Palmeiras houve uma sondagem de empresários e do diretor esportivo deles. Mas é difícil por conta do dinheiro que o Atlético Nacional está pedindo. Então temos que esperar um acordo entre os presidentes", disse o jogador, em entrevista divulgada pelo Blog Verdolaga.

Borja chamou a atenção do Palmeiras ao mostrar um rendimento acima da média na conquista do título da Copa Libertadores 2016. Mas a concorrência de clubes europeus inflacionou o preço do goleador e tornou a contratação irreal para o Verdão.

O Atlético Nacional exigiria R$ 60 milhões para liberar o jogador. Borja disse ter recebido uma oferta para defender o Genoa, da Itália, mas uma transferência não foi concretizada. Ele afirma que aguardará o mercado europeu para saber se vestirá novas cores nesta temporada.

Caso não haja acordo com um grande time do futebol mundial, a China surge como uma possibilidade para o jogador de 23 anos. "Chegaram opções da China, fui avisado pelo meu representante e pelo clube. Eu espero primeiro o que pode acontecer com a Europa e, se isso for descartado, pensarei na China, que é uma potência em alta", afirmou.