Após chegada de quatro meias, Cleiton Xavier sai com "dívida" paga

Jogador fez parte do time que acabou perdendo o título em 2009

O meia Cleiton Xavier foi contratado pelo Vitória na última quarta-feira. Aos 33 anos de idade, o jogador encerra sua segunda passagem pelo Palmeiras com a "dívida" de 2009 paga e antes de enfrentar concorrência acirrada em sua posição.

Cleiton Xavier foi um dos protagonistas do time que brigou pelo título da edição de 2009 do Campeonato Brasileiro. Sob o comando do técnico Muricy Ramalho, o Palmeiras liderou o torneio nacional até a 33ª rodada, mas caiu de rendimento e acabou fora até mesmo da Copa Libertadores 2010.

Contratado pelo ucraniano Metalist Kharkiv-UCR em 2010, Cleiton Xavier retornou para defender o Palmeiras em 2015 e teve uma performance decepcionante em sua primeira temporada. Atrapalhado por lesões, ele marcou um gol em 17 jogos. Na campanha do título da Copa do Brasil, foram três partidas e o único tento.

Em 2016, com cuidados especiais da comissão técnica, Cleiton Xavier conseguiu ganhar terreno e encerrou a temporada com quatro gols em 35 jogos. Das 38 rodadas do Campeonato Brasileiro, ele participou de 30 e marcou seus quatro tentos, com mais seis assistências.

Cleiton Xavier tinha contrato com o Palmeiras até fevereiro de 2018, mas enfrentaria concorrência intensa para atuar sob o comando do técnico Eduardo Baptista. Dos oito reforços já anunciados pelo clube para 2017, quatro são meias: Hyoran, Raphael Veiga, Alejandro Guerra e Michel Bastos.

Levando em conta suas duas passagens pela Sociedade Esportiva Palmeiras, Cleiton Xavier contabiliza um total de 142 partidas e 21 gols. No elenco atual, o meia é superado em número de jogos apenas pelo experiente goleiro Fernando Prass, com 196 aparições.

Negociado com o Vitória, Cleiton Xavier deixará vaga a camisa 10 do Palmeiras. O clube ainda não definiu a numeração para a temporada de 2017. O meio-campista Moisés, fundamental no último Campeonato Brasileiro, é um dos cotados a ganhar a camiseta.