Galo tentará virar contra o Grêmio sob comando de técnico gaúcho

Definida a demissão do técnico Marcelo Oliveira, que deixou o comando do Atlético-MG após uma reunião na tarde dessa quinta-feira, o Galo agora volta o foco para a final da Copa do Brasil. Dentro do clube ainda existe o sentimento de possibilidade de reverter o placar contrário, de 3 a 1, diante do Grêmio, no segundo jogo das finais, em Porto Alegre. Para isso, o clube mandou Diogo Giacomini na tentativa de conseguir o feito.

O treinador da base atleticana, no sub-20, foi o escolhido. Assim como em 2015, quando Levir Culpi foi demitido restando poucos jogos na temporada, ele novamente tem a chance de mostrar seu trabalho. Ano passado, agradou. Giacomini é formado em Educação Física no sul do país. Ele é natural de Santa Maria-RS e já teve passagens por América-MG, Cruzeiro e Palmeiras. Desde a saída de Rogério Micale, que foi para as categorias de base da Seleção Brasileira, assumiu o comando técnico dos garotos atleticanos.

O técnico, agora, terá nas mãos um bom elenco. O Galo conta hoje com Robinho, Lucas Pratto, Rafael Carioca, além de outras peças importantes. Como o comandante disse que gosta de sempre usar jogadores de qualidade técnica e muito talento, isso não será um problema para o treinador. A confiança do presidente, Daniel Nepomuceno, ele já tem.

"Esta equipe é do Diogo, ele tem pouco tempo. Ano passado mostrou um time diferente em pouco tempo. Eu dei confiança e liberdade", destacou o presidente.

Antes do Grêmio, o Galo recebe o São Paulo, no Independência, pelo Campeonato Brasileiro.