Sharapova tem pena por doping reduzida

A Corte Arbitral do Esporte (CAS) reduziu a punição por doping da tenista russa Maria Sharapova. Inicialmente suspensa até 2018, a atleta poderá voltar às quadras em abril de 2017. A informação é do presidente da Federação de Tênis da Rússia, Shamil Tarpishchev, nesta terça-feira (4).

Sharapova havia sido suspensa por dois anos pelo CAS em janeiro de 2016, durante a realização do Australian Open, quando foi pega no exame antidoping por uso de Meldonium. Ela alegou que não teve intenção de burlar as regras. 

A tenista explicou que tomava medicamento para controlar diabetes havia dez anos e não sabia que ele tinha sido incluído na lista de substâncias proibidas, o que ocorreu no fim de 2015. 

Em postagem na sua página do Facebook nesta terça-feira (4), Sharapova escreveu: "Eu senti que algo que eu amo foi tirado de mim e vai ser muito bom ter isso de volta. Tênis é minha paixão (…) estou contando os dias para voltar para as quadras".

Após a tenista russa recorrer da decisão, o CAS reduziu a pena de dois anos para 15 meses. Segundo o o presidente da Federação de Tênis da Rússia, citado pela 'R-Sport', a suspensão ainda pode ser reduzida para um ano.