Antes de reunião na CBF, Coronel Nunes pede melhora na Seleção

Presidindo a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) desde o afastamento de Marco Polo Del Nero, que se licenciou do cargo, o coronel Antônio Carlos Nunes foi direto para avaliar como tem sido o desempenho da Seleção neste ano: os resultados não estão bons, mas podem melhorar.

Presente em evento em Natal (RN), na última segunda, para participar da cerimônia de nomeação dos novos diretores da Federação Nacional de Atletas Profissionais de Futebol (Fenapaf), Nunes disse confiar na equipe tendo a Copa América Centenário e os Jogos Olímpicos num horizonte mais próximo.

“Tem um trabalho muito grande, e temos que ver os resultados. Nós vemos que o Brasil está lutando pela classificação, não está bem, mas a gente espera que melhore. Não é possível que o vento fique só contra o Brasil numa situação”, considerou o presidente, aproveitando para comentar o ciclo que vem sendo cumprido sob o comando de Dunga.

“Foi começado um projeto desde o ano passado para a classificação nas eliminatórias da Copa do Mundo de 2018 e agora a nossa Olimpíada. E vem um terceiro, que é um prolongamento da Seleção principal, que é a Copa América Centenário nos Estados Unidos. E tem a olímpica, sub-23, também trabalhando”, pontuou.

Na visão do coronel, nem o empate basta para o torcedor brasileiro. “Eles querem ganhar, ganhar, ganhar, ninguém quer perder”, comentou. Nesta terça-feira, na sede da CBF, no Rio de Janeiro, o presidente Antônio Carlos Nunes vai receber a comissão técnica para uma conversa sobre o planejamento para as competições do meio do ano.