"Futebol é resultado", diz presidente da CBF sobre a Seleção

Del Nero não irá à Assunção para ver Paraguai x Brasil porque pois ser preso pelo FBI

Entre seus assessores mais próximos, o presidente licenciado da CBF, Marco Polo Del Nero, que é quem efetivamente manda na entidade, tem deixado claro que "futebol é resultado". Ele passou a repetir isso com mais ênfase depois do empate do Brasil com o Uruguai (2 a 2 ), na última sexta-feira.

Nesta terça-feira, Del Nero não estará em Assunção para ver Paraguai x Brasil, porque poderia ser preso pelo FBI, uma vez que está indiciado pela Justiça dos EUA por crimes de corrupção. Ele será representado na capital paraguaia pelo presidente em exercício da CBF, coronel Antônio Nunes.

As declarações de Del Nero jogam mais pressão ainda para que o time de Dunga vença os paraguaios e termine a sexta rodada das eliminatórias da Copa do Mundo de 2018 em boa situação. Mas, caso haja um tropeço da equipe, Dunga ficará sob séria ameaça de ser demitido.

Para Del Nero, também alvo de investigações na Fifa e no Senado Federal, a seleção tem que ir bem para não trazer mais problemas para a CBF, envolvida em escândalos internacionais de corrupção. Por isso, ele e sua diretoria vão aguardar o jogo desta noite para saber se precisam ou não discutir o futuro da comissão técnica da equipe.