Fla: Muricy acredita que vitória em clássico com Fluminense "dá moral"

Treinador elogiou a atuação da equipe, mas lamentou cartões vermelhos na vitória sobre o Flu

Para Muricy Ramalho, a vitória no Fla-Flu fez justiça ao que se viu dentro das quatro linhas. Após o clássico, o treinador concedeu entrevista coletiva à imprensa e elogiou a atuação de seus comandados que, segundo ele, jogaram "muito bem". O técnico viu evolução na equipe e afirmou que, aos poucos, o time vai encaixando cada vez mais, pedindo pés no chão.

Leia os principais trechos da entrevista:

Análise

Clássico, e nós, mesmo em formação, o pensamento era de ganhar, porque dá moral. Nosso time jogou muito bem. As expulsões prejudicaram o jogo, mais para o Flamengo, que estava melhor posicionado. A expulsão do Wallace achei exagerada. Mas o time foi bem, dominou a maior parte do jogo e mereceu ganhar.

Comparação entre os clássicos

Muito diferente (do que o jogo contra o Vasco). Hoje o time se portou muito bem. Teve a posse de bola e criou oportunidades no primeiro tempo, coisa que não fez contra o Vasco. Pouco a pouco vamos ajeitando o time. O Cuéllar foi muito bem, é um volante de força e muito bom passe. Mancuello também foi bem e sairia de qualquer jeito porque levou uma pancada forte. Tivemos posse de bola, trocamos passes e merecemos a vitória. Estamos no caminho certo, mas não podemos nos entusiasmar, porque equipe ainda está ganhando corpo. 

Boa atuação de Rodinei

Tem muita qualidade e força física para fazer o corredor o tempo todo. E para dazer isso tem que estar bem fisicamente. Levou o amarelo muito cedo. Isso ele ainda tem que dosar. Ali não é lugar de fazer falta, uma falta besta que leva amarelo e fica com receio o resto do jogo. Mas é um jogador que tem muita liberdade para atacar. 

Willian Arão

É mais forte na frente do que na marcação. É um jogador muito perigoso quando vem de trás e faz gols. Hoje não cabe mais aquele volante brucutu. Fez uma boa dupla com o Cuéllar, são dois volantes que saíram bem para o jogo.

Dupla de zaga

Há algum tempo ele (César Martins) não jogava, e foi bem. O Wallace também cresceu demais. Tem que ser frio para analisar isso. Estamos nos ajustando, é difícil do dia para a noite. Por isso é importante chegar forte na Copa do Brasil e no Brasileiro. O campeonato não perdoa.

Com site oficial do Flamengo