Clube chinês ‘não cumpre acordo’ e brasileiro volta ao Milan

A crescente legião de brasileiros no futebol chinês não contará com Luiz Adriano. O atacante, que havia acertado sua transferência do Milan para o Jiangsu Suning, viu o negócio melar mesmo depois de já ter sido recebido pela torcida do time asiático e voltará à equipe italiana.

Quem informou que a negociação “melou” foi a assessoria do atleta, que divulgou comunicado anunciado sua volta à esquadra rossonera. De acordo com a nota, o motivo do cancelamento da transferência foi o não cumprimento do que havia sido acertado por parte do clube chinês.

“O atacante Luiz Adriano já retornou nesta terça-feira para a Itália, onde cumprirá seu contrato com o Milan. Como o Jiangsu Suning não cumpriu com o que fora acordado, o vínculo com o clube chinês não foi assinado. O brasileiro será reintegrado ao elenco rossonero e voltará a treinar normalmente com o grupo na quinta-feira”, explicou a assessoria do jogador.

A transferência para o time da China surgiu como uma notícia surpreendente porque o atacante havia sido contratado pelo Milan em julho de 2015, por 8 milhões de euros (cerca de R$ 35 mi) e estaria sendo negociado agora por 14 milhões de euros (mais de R$ 60 mi). Ou seja, teria valorizado quase 100% em seis meses, nos quais marcou cinco gols.

De volta então ao gigante italiano, Luiz Adriano aumenta a desconfiança que paira sobre os milhões oferecidos por clubes da China, que já seduziram destaques do último Campeonato Brasileiro como Renato Augusto e Jadson.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais