Putin sabia de esquema de doping de atletas,afirma relatório

Documento de 89 páginas detalha corrupção em alto nível

Informações contidas no relatório sobre os casos de doping dos atletas russos apontam que o presidente do país, Vladimir Putin, sabia do esquema irregular, informou a agência de notícias Associated Press (AP) nesta quinta-feira (14).

    Segundo o documento produzido por uma comissão independente contratada pela Agência Mundial Antidoping (Wada), a gestão na Federação Internacional de Atletismo (IAAF) era tão fraudulenta que era impossível que os mais altos dirigentes da entidade, como o presidente, Laimine Diack, não soubessem do esquema fraudulento nos exames.

    "As informações são muito claras e demonstram que a corrupção partia dos responsáveis pela IAAF, do presidente Lamine. Certos indivíduos no interior da IAAF foram além da corrupção esportiva e podemos dizer que houve uma corrupção criminosa. E isso demonstra que esse não é mais o momento de negar, mas sim de fazer reformas", disse um dos membros da comissão, Richard McLaren.

    A AP informou que o relatório mostra que Diack entrou em contato com Putin por "uma situação difícil" que enfrentava, às vésperas do Mundial de Moscou de 2013. Suspeita-se que os casos de doping estavam muito notáveis e havia provas contra os atletas. Nenhum dos esportistas, agora ligados ao escândalo, competiu na capital russa, mas eles também não foram investigados pela IAAF.

    A entidade não quis determinar, no entanto, quando a suspensão contra a Rússia será revogada. Até o momento, nenhum atleta do país pode competir em eventos internacionais ou nacionais chancelados pela IAAF. (ANSA)

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais