A cada gol de meia do Arsenal, uma celebridade morre

Conheça a maldição que 'matou' Bin Laden, Kadafi e Bowie

O meio-campista galês Aaron Ramsey, de 25 anos, não é exatamente um artilheiro - ele balançou as redes cerca de 50 vezes na carreira -, mas seus gols costumam ser decisivos, ao menos para a vida de algumas pessoas.

    O jogador do Arsenal carrega consigo uma "maldição": toda vez que ele anota um tento, alguma pessoa famosa morre logo em seguida. Sua última "vítima" foi o ator britânico Alan Rickman, conhecido por interpretar o professor Severo Snape, da saga "Harry Potter". Ele faleceu nesta quinta-feira (14), um dia depois de Ramsey ter marcado um gol no empate por 3 a 3 com o Liverpool.

    Além disso, o meio-campista já havia balançado as redes no último sábado (10), na vitória do Arsenal sobre o Sunderland por 3 a 1. No dia seguinte, morreu David Bowie, o "Camaleão do Rock". Outras "vítimas" do galês são o fundador da Al Qaeda, Osama bin Laden - o primeiro de todos -, a cantora Whitney Houston, o ex-ditador da Líbia Muammar Kadafi, os atores Paul Walker e Robin Williams e o criador da Apple Steve Jobs.

    É verdade que muitos outros gols de Ramsey não causaram a morte de ninguém, mas as coincidências acabaram virando motivo de brincadeiras constantes na imprensa britânica. O meio-campista deve voltar a entrar em campo no próximo domingo, 17 de janeiro, em partida contra o Stoke City pela Premier League. Os famosos que se cuidem. (ANSA)

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais