Neymar é intimado a depor por suposta fraude

Crime teria ocorrido na transferência do jogador ao Barcelona

O atacante Neymar foi intimado a prestar depoimento à Justiça espanhola no dia 2 de fevereiro por causa de uma suposta fraude e corrupção na transferência do atleta do Santos para o Barcelona.

    Além do atleta, seu pai, Neymar da Silva Santos, a mãe, Nadine Gonçalves da Silva Santos, o atual presidente do Barcelona, Josep Maria Bartomeu, o ex-mandatário do clube catalão Sandro Rosell e os ex-presidentes do Santos Luis Álvaro de Oliveira e Odílio Rodríguez também foram convocados para esclarecer o caso.

    A acusação contra Neymar foi impetrada pelo grupo DIS, que detinha 40% dos direitos do jogador à época da negociação, ocorrida em 2013. A empresa se sente lesada pelo jogador, seu pai - que é seu representante legal - e pelo Barcelona porque todos mentiram sobre os valores reais da transação.

    Na época, o DIS recebeu o percentual referente aos 17,1 milhões de euros que o Barcelona afirmou que pagou pelo jogador. Porém, investigações mostraram que a transação custou mais de 80 milhões de euros e o grupo cobra na Justiça o valor restante dessa compra. (ANSA)

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais