Após afastamento, Flamengo reintegra jogadores

Os cinco atletas que tinham sido afastados treinaram normalmente nesta quinta-feira

Uma semana foi o “tempo indeterminado” que durou o afastamento de Alan Patrick, Everton, Pará, Marcelo Cirino e Paulinho do elenco flamenguista. Punidos na última quarta-feira, 28 de outubro, por terem participado de festa com bebidas alcóolicas após treino da equipe. Multado em 30% do salário, o quinteto será reintegrado ao elenco nesta quinta-feira.

A informação foi confirmada pelo clube à Rádio Globo. Segundo o presidente rubro-negro, Eduardo Bandeira de Mello, a decisão de reintegrá-los surgiu após conversa da diretoria nesta quarta, exatamente uma semana depois de o afastamento dos atletas ter sido anunciado.

Apesar de estarem novamente à disposição para atuar com a camisa do Flamengo, tais jogadores não devem sair da lista de dispensa do clube mirando a pré-temporada. Assim, sua reintegração ao elenco visa também evitar uma desvalorização maior dos cinco no mercado.

Vindo de sequência de quatro derrotas, o Flamengo é apenas o 11º colocado do Campeonato Brasileiro. Se o mau momento na liga nacional, cenário de uma festa excessiva aos olhos da diretoria, foi um dos motivos do afastamento do quinteto, é também uma das razões para sua reintegração ao elenco. Isso porque o técnico Oswaldo de Oliveira prefere contar com todas as suas peças e evitar maiores desgastes no plantel. A presença deles no duelo deste fim de semana contra o Goiás, no entanto, ainda é incerta.