Homem que invadiu GP de Cingapura é condenado à prisão

Yogvitam Dhokia pegou seis semanas de detenção

O britânico Yogvitam Pravin Dhokia, 27 anos, foi condenado a seis semanas de prisão por ter invadido a pista durante o Grande Prêmio de Cingapura de Fórmula 1, no dia 20 de setembro. Segundo veredicto da Justiça local, anunciado nesta terça-feira (03), o homem colocou em risco a vida dos pilotos ao invadir a área durante o evento. Dhokia despistou a segurança e entrou na pista na 36ª volta. A direção da prova logo acionou a bandeira amarela, alertando os pilotos, e após alguns metros, o britânico saiu do local. A sentença é retroativa e já foi parcialmente cumprida porque o invasor se entregou voluntariamente às autoridades no dia 16 de outubro.

    A corrida foi vencida pelo alemão Sebastian Vettel (Ferrari), que teve Daniel Ricciardo (Red Bull) e Kimi Raikkonen (Ferrari) fechando o pódio. (ANSA)