Edson Pinheiro fecha campanha brasileira com prata no Mundial Paralímpico de Atletismo

Velocista faz melhor tempo de sua vida na final dos 100m classe T38

Uma medalha de prata com Edson Pinheiro nos 100m da classe T38 fechou neste sábado, 31, a campanha brasileira no Mundial Paralímpico de Atletismo, que foi disputado em Doha, no Catar. Edson cravou o melhor tempo da sua vida e colocou o Brasil pela 35ª vez no pódio na competição. Foram oito medalhas de ouro, 14 de prata e 13 de bronze (veja a lista completa abaixo), o que deixou a Seleção na sétima posição no quadro geral de medalhas do evento. 

Edson completou os 100m em 11s23 - novo recorde das Américas. O acreano foi superado apenas por Jianwen Hu, da China, que registrou o tempo de 11s08. Outro chinês, Wenjun Zhou, completou o pódio da prova ao cravar 11s37. Esta foi a terceira medalha de Edson em Mundiais de Atletismo – ele já havia conquistado dois bronzes. 

"Foi uma disputa muito forte, mas fiz o melhor tempo da minha vida aqui em Doha. Já havia corrido 11s25 em Toronto e, agora, fiz 11s23. Para os Jogos Paralímpicos do Rio-2016, quero baixar ainda mais esta marca, abaixo de 11s20.  Foi um ano maravilhoso para mim, e terminar com uma medalha é muito bom", disse o atleta de 36 anos. 

Além da conquista de Edson, o Brasil chegou a faturar outra medalha de prata neste sábado. Alice Corrêa, Jerusa Geber, Jhulia Karol e Terezinha Guilhermina terminaram o revezamento 4x100m feminino, classes T11-13, na segunda posição, atrás apenas das chinesas. No entanto, acabaram desclassificadas.  

A equipe espanhola - quarta colocada da prova - protestou contra a largada do guia Fábio Dias, que corre com Jhulia Karol.  A alegação foi de que o guia não estava com os quatro apoios no chão na hora do tiro de partida. O júri de apelação acatou a reclamação da Espanha e retirou as brasileiras da prova. O Brasil contestou, em vão, a decisão. 

O Mundial Paralímpico de Atletismo foi disputado por 1.315 atletas (incluindo atletas-guia) de 88 países. A competição ocorreu entre os dias 22 e 31 de outubro, em Doha, no Catar. A China terminou em primeiro lugar no quadro de medalhas com 41 de ouro, 26 de prata e 18 de bronze, seguida da Rússia com 24 ouros, 21 pratas e 24 bronzes. A próxima edição do evento já tem local: Londres, na Grã-Bretanha, será a sede em 2017.  

De volta ao Brasil

A Seleção Brasileira de atletismo paralímpico retorna ao país neste domingo, 1. Todos os atletas e a comissão técnica chegam ao Aeroporto Internacional de Guarulhos no voo 773 da Qatar Airways, com previsão para as 17h35 (pelo horário de Brasília). 

Confira todos os medalhistas do Brasil no Mundial Paralímpico de Atletismo de Doha

Ouro

Daniel Tavares – 400m, classe T20 

Yohansson Nascimento – 200m, classe T47 

Daniel Silva / Heitor Sales (guia) – 400m, classe T11 

Felipe Gomes / Jorge Augusto (guia) – 200m, classe T11 

Silvania Costa – salto em distância, classe T11 

Shirlene Coelho – lançamento de dardo, classe F37 

Odair Santos / Carlos Antonio (guia) – 1.500m, classe T11 

Renata Bazone / Fernando Junior (guia) – 800m, classe T11 

Prata

Alex Pires – 1.500m, classe T46 

Felipe Gomes / Jorge Augusto (guia) – 100m, classe T11 

Terezinha Guilhermina / Guilherme Santana (guia) – 400m, classe T11 

Gustavo Araujo – 100m, classe T13 

Alan Fonteles – 200m, classe T44 

Jose Humberto Rodrigues – lançamento de dardo, classe F54 

Terezinha Guilhermina / Guilherme Santana (guia) – 200m, classe T11 

Kelly Cristina Peixoto – arremesso de peso, classe F41 

Yohansson Nascimento – 100m, classe T47 

Jerusa Geber – 100m, classe T11 

Lorena Spoladore – salto em distância, classe T11

Raíssa Machado – lançamento de dardo, classe F56 

Claudiney dos Santos – lançamento de disco, classe F57 

Edson Pinheiro - 100m, classe T38

Bronze

Thalita Simplício / Felipe Veloso (guia) – 400m, classe T11 

Jonathan Santos – arremesso de peso, classe F41 

Claudiney dos Santos – lançamento de dardo, classe F57 

Izabela Campos – lançamento de disco, classe F11 

Jhulia Santos / Fabio Dias – 200m, classe T11 

Elizabeth Gomes – arremesso de peso, classe F54 

Jonas Licurgo – lançamento de dardo, classe F55 

Renata Bazone / Fernando Junior (guia) – 1.500m, classe T11 

Marivana Oliveira – Arremesso de peso, classe F40 

Jhulia Santos / Fabio Dias (guia) – 100m, classe T11 

Alan Fonteles – 100m, classe T44 

Daniel Silva / Heitor Sales (guia) – 400m, classe T11 

Ana Claudia Silva – 100m, classe T42