Tênis de mesa: Brasil quebra jejum após 20 anos com pódio triplo

Demorou, mas o Brasil, enfim, voltou a subir no lugar mais alto do pódio no individual masculino de tênis de mesa dos Jogos Pan-Americanos . E foi em alto estilo. Neste sábado, Hugo Calderano e Gustavo Tsuboi se enfrentaram em uma final brasileira e garantiram mais um ouro e prata , respectivamente, em Toronto . Na modalidade, o País não alcançava tal feito desde 1995, em Mar del Plata, quando Hugo Hoyama bateu o compatriota Cláudio Kano na decisão. Para completar, Thiago Monteiro, que foi eliminado na semifinal, ficou com bronze .

Tsuboi e Calderano fizeram uma partida equilibrada e de alto nível, com direito a pontos extensos e trocas de bolas emocionantes, que levantaram os torcedores que lotaram as arquibancadas do complexo esportivo. Ao final, Calderano levou a melhor por 4 sets a 3, parciais de 11/6, 6/11, 4/11, 11/7, 13/11, 9/11 e 11/2, após 1h07min de jogo.

Diferente da final feminina, quando as duas finalistas eram naturalizadas da China, Tsuboi e Calderano se destacam por serem legitimamente brasileiros. O primeiro é paulista e mais experiente. Aos 30 anos, Tsuboi chegou a Toronto já com três disputas de Jogos Pan-Americanos na bagagem, sendo ouro no Rio 2007 (equipe) e prata em Santo Domingo 2003 (dupla).

Já o Calderano é carioca e é considerado uma das grandes revelações do Brasil na modalidade. Aos 19 anos, o mesa-tenista tem no currículo um bronze nos Jogos Olímpicos da Juventude (2014) e dois ouros em etapas do circuito mundial juvenil.

O pódio do complexo esportivo de Markham, cidade vizinha de Toronto, só não foi totalmente verde-amarelo porque não existe disputa de terceiro lugar no tênis de mesa. Assim, Eugene Wang, canadense eliminado na semifinal por Calderano, foi o "intruso" na cerimônia de medalhas.

Ouro por equipes

O Brasil cravou de vez seu nome na história dos Jogos Pan-Americanos em Toronto. Além do triplete no individual masculino, e as conquistas do feminino, a equipe masculina, formada também por Hugo Calderano, Gustavo Tsuboi e Thiago Monteiro não deu chances ao Paraguai na última terça-feira e garantiu o heptacampeonato para o País com 15 vitórias em 15 jogos. Com o ouro, Monteiro e Tsuboi se tornaram tricampeões, enquanto Hugo Calderano faturou seu primeiro pódio.