Dudu tem pena de 180 dias mantida, mas Palmeiras deve recorrer

O meia Dudu não poderá jogar, pelo menos provisoriamente, pelo Palmeiras . O jogador teve suspensão de 180 dias por ter atingido o árbitro Raphael Claus na final do Campeonato Paulista mantida no julgamento do recurso realizado na Federação Paulista nesta segunda-feira no Pleno do TJD-SP. A sentença foi decidida por 7 votos a 2. Dudu anda foi punido em um jogo por ofender o árbitro no mesmo ato.

Ao contrário do ocorrido no primeiro julgamento, o jogador não apareceu para a defesa no recurso. Ele foi representado por André Sica, advogado do Palmeiras. O camisa 7 se emocionou no tribunal ao receber a punição de 180 dias em maio, que foi tomada por unanimidade pelo TJD. De acordo com o clube, a comissão técnica da equipe, o julgamento tem influenciado no seu desempenho em campo.

O Palmeiras já esperava que o recurso fosse negado nesta segunda. O clube ainda tentará mudar a punição, já que ainda tem direito de pedir recurso no STJD.

O plano da defesa alviverde era desqualificar o artigo da punição de ao invés de agressão para ato hostil. Assim, o jogador pode pegar apenas de um a três jogos, contra a  pena mínima de 180 dias na acusação original. A pena em jogos seria cumprida apenas no Campeonato Paulista de 2016. O clube também solicitação pela mudança para conduta antidesportiva, que tem punição máxima de seis jogos, também cumpridos apenas no próximo ano.

Sica citou o desconforto do jurídico do Palmeiras com a citação de agressão e a demora com a liberação do efeito suspensivo para Dudu por parte do TJD.

"O atleta e o Palmeiras estão sendo tratados de forma desigual, com o objetivo de o transformar em exemplo", afirmou o advogado em sua defesa.

Sica ainda criticou a atuação do procurador Alexandre Husni, corintiano, no processo. O argumento foi negado pelo tribunal sob o argumento que o time pelo qual o procurador torce não influencia na sua atuação no processo.

Dudu acertou Claus após ser expulso na decisão do Campeonato Paulista contra o Santos na Vila Belmiro. O meia foi retirado do jogo junto com Geuvânio após desentendimento na área. Dudu ainda teria ofendido Claus e o chamado de "safado".

Algo semelhante ocorreu com o volante Petros, do Corinthians , em 2014. O jogador teve inicialmente uma pena de 180 dias, mas foi revertida para apenas três jogos após ser alterada para ato hostil. Guerrero passou por situação semelhane no mesmo ano. O zagueiro Thiago Heleno, do Figueirense, também foi punido por três jogos após empurrão contra o árbitro.

Dudu tem dois gols e duas assistências no Campeonato Brasileiro . O armador jogava com um efeito suspensivo, que começou a valer apenas 15 dias após a punição. O clube agora terá que entrar com um novo pedido de efeito suspensivo para poder contar com o jogador.

O Palmeiras também recorreu da muta de R$ 48 mil pelo atraso na mesma partida. Ela foi reduzida para R$ 16 mil.