Zagallo lamenta escândalo político e "puxa orelha" de Neymar

Tetracampeão mundial com a Seleção Brasileira, Zagallo tem conhecimento suficiente para falar sobre os bastidores do futebol. No entanto, o escândalo que envolve vários medalhões fez o "Velho Lobo" relembrar os tempos de jogador e driblou o tema.

"Não me envolvo neste problema político que está acontecendo com o futebol brasileiro. Sempre atuei dentro de campo, mas lamento isso tudo. Temos que pensar na Seleção Brasileira", esquivou-se Zagallo.

Já sobre as atitudes de Neymar, ele não poupa palavras. As atuações do atacante têm sido alvo de preocupação, e o ex-treinador considera que o camisa 10 errou contra a Colômbia.

"Neymar é um garoto, mas tem que ter responsabilidade. Ele sabe o que fez de errado e é o capitão da Seleção. Estes problemas fora de campo afetam. O que está acontecendo com o pai e o ex-presidente do Barcelona...", ressaltou Zagallo, ciente que a equipe comandada por Dunga é dependente do craque.

"A Seleção Brasileira depende muito do Neymar, mas temos condições e devemos apresentar um esporte coletivo. O futebol brasileiro teve Pelé, mas tínhamos a coletividade. O que aconteceu diante da Colômbia não pode, não jogamos nada. Contra a Venezuela, o time tem jogar e vai jogar mais. Vamos ganhar", apostou.

Treinador dos grandes times do Rio, Zagallo também demonstrou preocupação com o atual momento das equipes na disputa do Brasileiro.

"O futebol carioca tem que melhorar, mas acredito no Flamengo. Com as chegadas do Sheik e Guerrero, o time vai subir. O Vasco não tem dinheiro e está em uma situação pior, pois é o que está mostrando que não tem condições financeiras para melhorar", finalizou.