Guerrero perde gol incrível, e Corinthians empata com Flu no Maracanã

Se o zero não saiu do placar no Maracanã neste domingo, no duelo entre Fluminense e Corinthians pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro, a “culpa” é muito de Paolo Guerrero. Em uma partida cheia de erros de ambos os lados, o peruano, que fez um dos últimos jogos com a camisa alvinegra, perdeu a chance mais clara, sem goleiro, no segundo tempo. Se por um lado o time de Tite, em nova atuação ruim, perde os 100% de aproveitamento com o 0 a 0, o clube carioca mostrou dificuldades no processo de reestruturação na estreia do novo técnico. 

Os dois times entraram em campo após uma semana turbulenta que deixou rastros no gramado do Maracanã para o duelo se tornar cheio de erros. Enquanto o Fluminense demitiu o técnico Ricardo Drubscky e contratou Enderson Moreira, o Corinthians oficializou as saídas de Guerrero e Emerson Sheik em meio à crise financeira que assola o time. Tudo isso ocorreu nos bastidores, mas não deixou de interferir na queda de qualidade do espetáculo.

Até parecia que o jogo seria animado após uma chance do Flu no primeiro minuto com Gérson. Só parecia. O que se viu no Maracanã na primeira etapa foi uma partida monótona, com duas equipes que mostram claramente estar longe do ideal e com muitos erros. Os times apresentavam falhas parecidas, e insistiam em cruzamentos sem direção em vez de lances trabalhados. O único lance de perigo no primeiro tempo foi bola na trave de Vinicius, após defesa de Cássio em chute de Jean.

O Fluminense até tentou espantar a apatia do gramado do Maracanã com um bom início de etapa final, em que foi parado por duas grandes defesas de Cássio. Em uma das poucas vezes em que o time de Tite adiantou a marcação, com Petros, a equipe paulista criou a única jogada em toda a partida, perdida por Guerrero sem goleiro após a bola quicar em um morrinho - o jogador lamentou, na saída de campo, a bola ter batido na caneleira. O duelo ganhou mais ritmo na reta final, mas o zero não saiu do placar.

Com a igualdade entre os dois times, agora o Campeonato Brasileiro não tem mais um time com 100% de aproveitamento. O time paulista era o único a vencer os dois primeiros jogos, mas agora fica em segundo, com sete pontos, atrás do Goiás – ainda pode ser ultrapassado pelo Sport . O clube tricolor, por sua vez, fica com quatro, em 12º lugar.

Ambos os times agora ao menos têm uma semana para se preparar para a próxima rodada do Campeonato Brasileiro. Os duelos do próximo fim de semana, inclusive, serão de grande responsabilidade. O Corinthians pega ninguém menos que o Palmeiras , em Itaquera, às 16h (de Brasília) do domingo. O Fluminense não tem parada muito mais fácil: pega o Flamengo no Maracanã no mesmo dia, mas às 18h30.

Ídolo de Corinthians e Fluminense, Rivellino marcou presença no Maracanã para o duelo entre seus dois ex-times. O lendário meio-campista brasileiro não deve ter gostado muito do que viu em campo. Flagrado por câmeras de televisão no primeiro tempo, o ex-jogador deu um bocejo com a morosa partida, com raras chances de gol para nenhum dos lados até o intervalo.

A semana corintiana foi marcada pelo anúncio de que Guerrero, grande ícone do Corinthians na atualidade, deixará a equipe após o fim do contrato, em 15 de julho. O duelo contra o Fluminense pode ter sido o penúltimo do peruano com a camisa alvinegra, a depender de outros fatores. Tite pediu entrega do atacante mesmo com a certeza de que sairá, mas a situação causou dúvidas. Ao menos neste domingo, Guerrero se movimentou bastante e foi um dos que mais buscaram o jogo pelo lado corintiano. Mas foi muito criticado por gol absurdo perdido sem goleiro.