Morre Annarita Sidoti, uma das maiores atletas da Itália

Morreu nesta quinta-feira (21), aos 45 anos, a marchadora italiana Annarita Sidoti. Ela enfrentava um câncer generalizado há seis anos e não resistiu ao tratamento. Sidoti era conhecida por ser a "pequena grande mulher", pois tinha 1,50m de altura e pesava apenas 40 quilos. 

Em seu currículo, as maiores conquistas que uma atleta poderia ter: foi campeã mundial, duas vezes campeã europeia, ganhou três medalhas nos jogos universitários e conquistou 10 títulos nacionais.

O presidente da Federação de Atletismo, Alfio Giomi, se manifestou sobre a morte da multicampeã. "Hoje é um dia muito triste para o atletismo italiano. As medalhas de Sidoti são a história de nosso esporte. Ela foi uma das maiores campeãs italianas, uma das maiores vencedoras, um pilar da marcha na Itália", disse à imprensa.

Sidoti descobriu que estava com câncer em 2009, logo após dar à luz ao seu terceiro filho e anunciar sua aposentadoria das pistas. O primeiro tumor apareceu na axila, depois apareceram metástases no seio, cérebro e fígado. 

Em novembro de 2013, ela decidiu revelar que estava com a doença e disse que o esporte serviria "para ela não desistir jamais" de lutar.