Mário Gobbi termina mandato no Corinthians com título

Mário Gobbi despede-se no início de fevereiro da presidência do Corinthians. Com eleições quentes agendadas para o início do segundo mês do ano e a promessa de uma oposição forte que pode tirar a situação do comando do clube, o atual mandatário, que sofre com críticas e falta de dinheiro no fim da gestão, esteve no Pacaembu para ver o time vencer o Botafogo-SP por 1 a 0 e levar a nona Copa São Paulo de Futebol Júnior.

"Eu esperava ser campeão da Copa São Paulo. Tinha muita fé nisso. Eu sabia o que foi feito na base do Corinthians. Em três anos, ganhamos 32 títulos com este de hoje. Fecho com chave de ouro", comentou o mandatário.

O presidente corintiano tem como candidato da situação o ex-diretor Roberto de Andrade, mas pouco se envolve na campanha, estratégia para evitar que a rejeição a Gobbi passe para o possível sucessor e prejudique nas urnas. Mesmo assim, o atual comandante exaltou o que fez pelo Corinthians. "Fiquei três anos como diretor de futebol e ganhei três títulos. Fiquei três anos como presidente e ganhei cinco títulos. São oito títulos", exaltou.

Gobbi está à frente do Corinthians desde o segundo mês de 2012 e ganhou, no período, a Copa Libertadores de 2012 e o Mundial do mesmo ano, o Paulista e a Recopa em 2013, além da Copa São Paulo neste domingo.