Com time principal, Atlético-PR empata com Marcílio Dias

O elenco principal do Atlético-PR fez um jogo-treino no CT do Caju, em Curitiba, no meio desta semana em Curitiba, diante do Marcílio Dias. O placar foi de 1 a 1, em uma atividade que durou apenas 70 minutos. Foi o primeiro, e único, teste dos paranaenses antes do embarque para a pré temporada na Espanha, enquanto a equipe de Itajaí busca o entrosamento para a disputa do Campeonato Catarinense.

Na etapa inicial, o Atlético-PR usou o time considerado titular. O técnico Claudinei Oliveira armou a equipe com Wéverton; Daniel Borges, Gustavo, Cléberson e Natanael; Deivid, Paulinho Dias e Bady; Edigar Júnio, Cléo e Delattore. Com esta formação o placar não foi aberto.

Na segunda parte da atividade, toda a equipe do Atlético-PR foi alterada. Com destaques para as presenças do lateral Lucas Olaza, que renovou o contrato, do meia Bruno Mota, e que vai ficar no elenco principal e não no Sub-23, como se imaginava. O atacante Douglas Coutinho, que está a caminho do futebol europeu, também participou.

Com os reservas do Atlético-PR, o placar ficou de 1 a 1. O atacante Schwenck abriu o placar para o Marcílio Dias e Felipe, de pênalti, empatou para os paranaenses. "Estamos em uma fase de preparação que a equipe está ganhando ritmo de jogo, tecnicamente os jogadores ainda estão um pouco defasados. A prioridade hoje é a parte física, por isso não podemos cobrar a performance deles. Mas foi um bom treino", afirmou o técnico Claudinei Oliveira ao site oficial do clube.

Já o Marcílio Dias atuou a maior parte do tempo com: Pablo; Thoni, Rogélio, Allyson e Neguete; Mineiro, Leanderson e Athos; Soares, Schwenck e Néverton. O técnico Guilherme Macuglia aprovou a movimentação. "Foi uma boa atividade. Estamos com uma equipe nova, ainda desentrosada. Tivemos um pouco de dificuldade para acertar a marcação no sistema ofensivo deles, que se movimenta muito e tem o Paulinho Dias aparecendo como homem surpresa. Mas de um modo geral criamos mais que eles", analisou o comandante.