Atlético-PR garante que "não vai dar moleza" ao Palmeiras 

Partida da última rodada da Série A, no Allianz Parque, pode rebaixar a equipe paulista

A polêmica envolvendo uma possível “entrega” do Atlético-PR diante do Palmeiras neste domingo, às 17h, no Allianz Parque, está desagradando o clube paranaense. O técnico Claudinei Oliveira garante que a equipe vai dar trabalho.

O time titular, entretanto, terá mudanças e, mesmo já sendo jovem durante toda a Série A, a média de idade deve ficar em 21 anos. Alguns desfalques estão certos. O ala direito Sueliton e o atacante Marcelo passaram por microcirurgias na quinta-feira, ficando de fora da última rodada. Hernani, suspenso, e Deivid, lesionado, também não atuam no final de semana.

O comandante atleticano ainda pode poupar alguns atletas. O zagueiro Gustavo, o meio-campista Bady e o atacante Cléo são os mais cotados para isso. Algo normal em um clube que possui uma pré-temporada longa, além de estar garantido na elite do futebol brasileiro há algumas rodadas. “Não espere moleza, facilidade. Os jogadores vão correr pra caramba”, garantiu Oliveira.

O treinador atleticano ainda analisou que a luta para contra o rebaixamento é fruto do que não foi feito durante toda a temporada. “Não são Atlético x Palmeiras, Vitória x Santos e Coritiba x Bahia que vão definir o rebaixamento de alguma dessas equipes. É o conjunto da obra do torneio inteiro para não depender da última rodada. O Palmeiras depende apenas de si. Não adianta transferir responsabilidade”, sentenciou o treinador rubro-negro.

Já em relação ao possível pagamento, a conhecida “mala branca”, o técnico rubro-negro disse que esse dinheiro deveria ser usado de outra forma por quem luta para ficar na Série A. “Você vê os times com premiações atrasadas, salários atrasados e sem dinheiro para nada, e na última rodada aparece dinheiro para ajudar outra equipe a ganhar. Talvez se tivessem administrado melhor o dinheiro, não estivessem nessa situação”, finalizou.