São Paulo anuncia renovação de Ceni até fim da Libertadores

O ano de 2014 não será o último da carreira de Rogério Ceni. Maior goleiro da história do São Paulo, o jogador de 41 anos renovou o seu contrato com o clube tricolor até 5 de agosto de 2015, exato dia em que será disputada a final da próxima Copa Libertadores da América. O anúncio, feito nesta sexta-feira (28) pelo presidente são-paulino, Carlos Miguel Aidar, surge para desmentir o que se especulou durante toda a temporada: que Ceni encerraria a sua carreira no fim do ano.

E como se desenvolveu a negociação para a renovação contratual de Rogério? Ele não estaria tão tentado assim a se aposentar em dezembro? Quem explicou foi Carlos Miguel Aidar, em entrevista à ESPN Brasil: “Eu conversei ontem (quinta-feira) de noite com ele. E fiquei de conversar pessoalmente hoje (sexta) após o treino. Sentamos, e a conversa de renovação não demorou nem cinco minutos. Ele quis ficar, e nós queríamos que ele ficasse”, contou o presidente são-paulino, minutos após a fornecedora de material esportivo do clube (Penalty) apresentar oficialmente o uniforme que preparou em sua homenagem. "Será a camisa de jogo do dia a dia", disse o mandatário.

O novo contrato de Rogério Ceni com o São Paulo vai até o dia 5 de agosto do ano que vem, exatamente quando a Copa Libertadores da América será decidida. Atual vice-líder do Campeonato Brasileiro, o time tricolor já está classificado para o torneio continental e, agora, luta apenas para saber se entrará direto na fase de grupos ou se terá de jogar a chamada “pré-Libertadores”.

O desempenho do São Paulo no torneio do qual já é tricampeão, aliás, pode até prorrogar a permanência de Ceni no futebol. “Faltava só definirmos o prazo ideal. O Rogério ficará com certeza até 5 de agosto, mas, se o São Paulo vencer a Libertadores – tomara que vença - e for ao Mundial, aí conversaremos com ele para tentar estender esse contrato até o final do ano”, revelou Aidar, também à ESPN, deixando claro que o tetra continental pode aumentar em seis meses a carreira do maior goleiro artilheiro da história do futebol mundial.

Depois de desistir da decisão tomada ainda em abril, quando antecipou que se aposentaria, Ceni irá para seu 25º ano de São Paulo. O goleiro chegou ao CT da Barra Funda em 7 de setembro de 1990 e estreou pela equipe três anos mais tarde, em 25 de junho de 1993, ocasião em que ajudou a derrotar o Tenerife-ESP por 4 a 1, na disputa do Torneio Santiago de Compostela.

Entre as principais competições que conquistou jogando, estão a Copa Libertadores (2005), o Mundial de Clubes (no mesmo ano), três títulos brasileiros (2006, 2007 e 2008) e três títulos paulistas (1998, 2000 e 2005), além da Sul-americana de 2013 e a Conmebol de 1994.

Ao todo, são 1.183 jogos e 123 gols, números que levaram o jogador de 41 anos a conseguir três recordes mundiais: maior número de jogos por um mesmo time (1180), mais vezes capitão de uma mesma equipe (931) e maior artilheiro entre os goleiros (123). O Guinness Book já reconheceu outra marca ainda não homologada, por ele ter ultrapassado Ryan Giggs como atleta com o maior número de vitórias em competições oficiais (594).