Evento em Museu é cancelado devido a mal-estar de Pelé 

O evento de lançamento do livro que conta a história de construção do Museu Pelé, marcado para o fim da tarde desta quarta-feira, foi cancelado devido a um mal-estar do Rei do Futebol. De acordo com a sua assessoria, desde o jantar de terça, Pelé apresenta uma indisposição estomacal, mas já foi medicado. Ainda não há uma nova data para o evento.

O cancelamento foi feito cerca de três horas antes do seu início. A prefeitura pediu desculpas pelo ocorrido.

Pelé faria um breve pronunciamento após entrevista dos autores da obra, o livro “Museu Pelé: Restauração e Legado”.

O local que leva o nome do Rei do Futebol fecha no vermelho devido ao pouco público, em constante diminuição desde a sua inauguração, em 15 de junho deste ano, na véspera da abertura da última Copa do Mundo, sediada no País. Os envolvidos esperam por uma guinada para 2015.

Se no primeiro mês de funcionamento, até 15 de julho, o museu recebeu 23.960 visitantes, o último balanço, entre 16 de setembro a 15 de outubro, registra a maior baixa, 4.771. No período anterior, entre 16 de agosto a 15 de setembro, foram 6.127.

Oficialmente, o Museu Pelé conta com o apoio financeiro do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), além de 29 empresas envolvidas entre cotas maiores e menores de patrocínio. Para ser construído, contou com a captação de recursos junto à iniciativa privada e estadual, que cedeu o imóvel de mais de 400 m². O local ainda termina algumas obras, uma delas a Sala do Rei, em que Pelé receberá visitas de figuras ilustres, além do lugar de armazenamento das peças não utilizadas no acervo. Menos de 6%, cerca de 180, está em exposição.