Palmeiras faz 4 na concorrente Chapecoense e deixa degola

Foram mais quatro rodadas seguidas de sofrimento, mas pelo menos neste fim de semana o torcedor do Palmeiras pode respirar aliviado. Em luta para permanecer na Série A do Campeonato Brasileiro, o time paulista recebeu a Chapecoense no Pacaembu em duelo pela 26ª rodada e, de virada, conseguiu triunfo por 4 a 2 sobre o rival de Santa Catarina nesta quinta-feira. A vitória para lavar a alma, apenas a segunda vez que o clube fez quatro gols em um jogo no ano, tira a equipe da zona da degola.

O Palmeiras não conseguia quatro gols desde vitória por 4 a 1 sobre o Atlético Sorocaba, em 26 de janeiro, ainda pela terceira rodada do Campeonato Paulista. Nesta quinta-feira, o atacante Henrique comandou a virada: após perder chance incrível no primeiro tempo, ele marcou três vezes na etapa final, duas delas de pênalti, para dar vitória aos mandantes e tornar-se artilheiro da competição, com 12 gols, ao lado de Marcelo Moreno.

Como os concorrentes Botafogo e Vitória se enfrentam ainda nesta rodada, o time comandado por Dorival Júnior não pode voltar ao grupo dos quatro piores. A equipe sobe para 28 pontos, em 15º, e passa exatamente o time de Santa Catarina, que fica ameaçado com os mesmos 28, em 16º. O Palmeiras volta a campo contra o Botafogo, fora de casa, às 19h30 (de Brasília) da próxima quarta - a Chapecoense recebe o Internacional no dia seguinte, às 19h30.

A necessidade do resultado fez o Palmeiras começar em cima da Chapecoense, com bons lances criados nos primeiros minutos. A oportunidade mais incrível foi aos 13min. Cercado por quatro adversários, Valdivia deu lindo passe para Diogo, que ajeitou de lado para Henrique. Com o gol aberto, o atacante chutou rasteiro e fraco, mas o lateral Rodrigo Biro salvou em cima da linha.

O lance fez falta para os palmeirenses. Apesar de seguir com o domínio do jogo, os donos da casa saíram atrás no placar. Aos 40min, Leandro recebeu lançamento de Ricardo Conceição nas costas da zaga e viu Deola aceitar chute cara-a-cara para deixar os catarinenses na frente. O Palmeiras ainda quase empatou antes do intervalo: nos acréscimos, Valdivia rolou para Victor Luís acertar chute, parado por defesa sensacional de Danilo no ângulo direito.

A volta ao intervalo contou com chance incrível perdida pela Chapecoense. Logo no primeiro minuto, Leandro cruzou para Fabinho, que de frente para o gol e sem goleiro, chegou de forma afobada na bola e mandou para fora. O Palmeiras, por outro lado, alcançou o empate logo no primeiro lance de perigo: Wesley recebeu na entrada da área, aos 5min, girou sobre a marcação e acertou bom chute no canto.

O gol empolgou os donos da casa. No lance seguinte, Henrique apareceu sozinho na área para cabecear, mas Danilo voltou a aparecer de forma sensacional e foi buscar a bola no alto. Então, a virada não demorou: aos 12min, Valdivia escorou escanteio na primeira trave e Henrique, quase sem jeito, completou para o gol na segunda: 2 a 1.

Dois pênaltis ainda transformaram o importante triunfo em goleada. Primeiro, Henrique cobrou para fazer o segundo dele no confronto, aos 19min. Seis minutos mais tarde, o mesmo atacante foi derrubado e fez mais um na partida em penalidade.

A vitória consumada deixou a partida com poucas emoções e a Chapecoense só conseguiu diminuir aos 47min, novamente com Leandro. Um pouco de respiro ao torcedor palmeirense em meio ao martírio que é o Campeonato Brasileiro do centenário alviverde.