Pai de Neymar diz que recusou R$ 464 milhões do Real Madrid

Justiça investiga fraude na chegada do atleta ao Barcelona

Um dia após Neymar marcar um gol na derrota do Barcelona para o PSG, por 3 a 2, pela Champions League, o pai do jogador se apresentou à Justiça espanhola para depor no processo que investiga a contratação de Neymar pelo clube catalão, na última temporada.

    Neymar Silva Santos se apresentou ao juiz Pablo Ruiz, em um tribunal de Madri. Ele afirmou que antes de assinar com o Barcelona, seu filho, Neymar Júnior, recusou proposta de 120 milhões de euros (R$ 464 milhões) do Real Madrid Santos apresentou a documentação para provar os valores que o Barcelona alega ter pago para tirar Neymar do Santos . Além dele, o juiz convocou o diretor financeiro do Barcelona, Néstor Almela.

    A Justiça investiga se houve fraude no acordo que levou o atacante brasileiro ao Barcelona. Após a assinatura do contrato, o time divulgou que o negócio envolveu 57 milhões de euros (R$ 175 milhões). No entanto, o Barcelona já admitiu ter gasto 86,2 milhões (R$ 265 milhões).

    Segundo o jornal espanhol Marca, o pai de Neymar explicou os valores recebidos pelo Barcelona, além do acerto com o Santos. Ele disse que teria ganho 2 milhões de euros (R$ 6 milhões) para indicar novos atletas ao do clube espanhol, além de 4 milhões (R$ 12 milhões) para divulgar a imagem do filho como atleta do Barcelona, no Brasil. Esta verba teria sido repassada para a empresa que o pai possui com o filho, a N & N. Além disso, o pai do jogador teria recebido 5% do valor do contrato, por ser o empresário.

    O pai de Neymar também reconheceu que cobrou outros milhões de euros ao Barcelona para adiantar a assinatura do contrato do Barcelona com o jogador, o que fez o clube espanhol ter que pagar a multa rescisória ao Santos. (ANSA)