Organizada protesta no CT do Corinthians e cobra: fora, Mano

Um grupo de torcedores do Corinthians protestou pacificamente nesta sexta-feira no CT da equipe, situado no Parque Ecológico, antes da partida contra o Atlético-PR neste domingo. Membros da torcida organizada Camisa 12 levaram faixas e gritaram palavras de ordem na parte de fora do centro de treinamentos da equipe alvinegra. O presidente Mário Gobbi e o treinador Mano Menezes foram dois dos nomes mais visados pelos manifestantes. 

Os poucos torcedores que enfrentaram a chuva paulista para protestar contra a equipe, que vem de derrota fora de casa por 1 a 0 para o Figueirense, esticaram faixas no alambrado da entrada do CT. Os membros da organizada conversaram com seguranças da equipe e não fizeram tentativa de invasão ao local, como ocorreu no início deste ano, quando outra organizada invadiu o CT para ameaçar atletas e funcionários.

O protesto desta sexta-feira foi direcionado principalmente contra o treinador Mano Menezes, que sofre pressão pela irregularidade do Corinthians. O time alvinegro saiu do grupo que se classificaria para a Libertadores com os resultados do meio de semana. "Fora, Mano", "técnico medíocre", "hasta la vista, Mano Menezes", foram alguns dos dizeres mostrados pelos organizados. 

Mário Gobbi também foi lembrado com uma faixa escrita "presidente omisso". As atuações da equipe também foram criticadas: "basta desse futebol montanha-russa" e "procura-se técnico de futebol 'de verdade' que saiba mexer no time, que vise a vitória e não seja retranqueiro". O Corinthians é cobrado pela irregularidade no Brasileiro - nesta semana, fez ótima partida contra o São Paulo, mas novamente deixou a desejar ante o Figueirense.