Cruzeiro se reabilita e amplia drama do Coritiba com vitória

A derrota no último domingo para o Atlético-MG no clássico local foi cicatrizada rapidamente no Cruzeiro. Nesta quarta-feira, a equipe celeste visitou o Coritiba no Estádio Couto Pereira, pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro, e se aproveitou da situação complicada do adversário: com dois gols no primeiro tempo, os mineiros bateram os donos da casa por 2 a 1 para seguirem com grande gordura na liderança e complicarem a vida dos paranaenses.

O revés mantém o Coritiba por, no mínimo, mais uma rodada na zona de rebaixamento - o clube entrou em campo em 17º e pode cair ainda mais, a depender dos resultados dos rivais diretos. Já o Cruzeiro segue a passos largos rumo ao segundo título consecutivo: é o primeiro colocado, com 52 pontos.

Ambas equipes voltam a campo pelo Campeonato Brasileiro no fim de semana. O time celeste atuará novamente fora de casa, no sábado, às 18h30 (de Brasília), contra o Sport, na Arena Pernambuco. Os paranaenses, por sua vez, visitam o Inter no Beira-Rio às 18h30 do domingo.

O atual campeão brasileiro, que está mais perto do bi, não demorou para abrir o placar no Couto Pereira. Logo aos 5min, o volante Germano visivelmente agarrou o cruzeirense Nilton em cobrança de escanteio e o árbitro assinalou pênalti. Na cobrança, o artilheiro do torneio, Marcelo Moreno, bateu bem para deixar os visitantes na frente.

Atrás no placar, os donos da casa foram em busca do empate, mas encontraram dificuldades contra o líder. De fato, quem marcou antes do intervalo foi novamente o Cruzeiro. Aos 39min, Ceará descolou cruzamento para Éverton Ribeiro dominar e chutar forte - Vanderlei espalmou na primeira tentativa, mas na volta o meia estufou as redes para aumentar a contagem.

A volta para os últimos 45 minutos mostrou o Coritiba com a posse de bola, enquanto os mineiros tentavam explorar contra-ataques. Aos 16min, o time alviverde conseguiu diminuir: após falta cobrada na área, Martinuccio acertou chute forte em sobra para animar o confronto.

O gol fez a torcida local voltar a vibrar com o time, mas ainda assim os curitibanos encontravam problemas no ataque. O empate quase saiu aos 32min, quando Zé Love cabeceou para ótima defesa de Fábio.

O Coritiba, no entanto, foi controlado pelo líder até o fim do jogo e só pode reclamar de um pênalti já nos acréscimos, em um lance bastante semelhante ao marcado a favor do Cruzeiro no primeiro tempo. Zé Eduardo foi agarrado por Ceará, mas o juiz mandou a jogada seguir.