Corinthians x Inter: jogo vale por despedida de Tite e fuga da degola

Com praticamente nenhuma consequência real na tabela do Campeonato Brasileiro, a partida entre Corinthians e Internacional, às 21h (de Brasília) de sábado, marcará mesmo pelo adeus de Tite à Fiel no Pacaembu. Será o último jogo em casa na segunda – e histórica – passagem do treinador pelo clube do Parque São Jorge.

 As homenagens ao gaúcho serão provavelmente divididas com os respeitos aos dois operários mortos nesta semana na construção do estádio alvinegro. Em luto oficial, o time alvinegro jogará com os nomes de Fábio Luiz Pereira e Ronaldo Oliveira Santos em suas camisas.

Tite não sabe bem o que esperar, mas promete se deixar levar pela emoção mais do que fez em outras oportunidades. “Não sei, palavra de honra que não sei. Só sei que o reconhecimento me deixa muito feliz, não só enquanto profissional mas como ser humano, pai, educador, professor de educação física, ex-boleiro. Quero ser espontâneo, só isso”, afirmou.

Campeão do Paulista, do Brasileiro, da Libertadores da Recopa Sul-Americana e do Mundial em preto e branco, o gaúcho foi informado de que não permanecerá em 2014. E ele espera que a última imagem no Pacaembu seja compatível com as excelentes recordações dos últimos anos.

Para isso, contará com a volta de um dos símbolos de sua passagem pelo Corinthians, Alessandro, que vinha de lesão na coxa e vai se aposentar na próxima semana. Também retorna o zagueiro Paulo André, recuperado de problema na panturrilha, outro homem de confiança do chefe. Alexandre Pato, de lembranças bem piores para o comandante, ficará no banco.

Se a equipe da casa não briga por nada no Brasileiro, a situação dos visitantes é praticamente a mesma. No entanto, com quatro pontos de distância para a zona de rebaixamento e um risco matemático de rebaixamento, o Internacional espera chegar à última rodada sem qualquer possibilidade de degola.

Para isso, contará com a volta de um dos símbolos de sua passagem pelo Corinthians, Alessandro, que vinha de lesão na coxa e vai se aposentar na próxima semana. Também retorna o zagueiro Paulo André, recuperado de problema na panturrilha, outro homem de confiança do chefe. Alexandre Pato, de lembranças bem piores para o comandante, ficará no banco.

Se a equipe da casa não briga por nada no Brasileiro, a situação dos visitantes é praticamente a mesma. No entanto, com quatro pontos de distância para a zona de rebaixamento e um risco matemático de rebaixamento, o Internacional espera chegar à última rodada sem qualquer possibilidade de degola.