Jayme de Almeida desconversa sobre permanência no Fla em 2014

?O Flamengo cairia na Copa do Brasil para Cruzeiro, Botafogo, Goiás e Atlético-PR. Segundo o técnico Jayme de Almeida, esse era o roteiro previsto para seu time. "Não perdemos de ninguém e ainda ganhamos o título", disse o treinador, após a conquista no Maracanã. E se conquistou um título e livrou o time do rebaixamento no Brasileiro, o técnico não sabe se continua à frente do clube em 2014. "Depois do dia 8, vamos sentar para conversar para definir essa situação" disse.

Se a diretoria do clube parece ter como certa a permanência do treinador, para Jayme as coisas não são bem assim. "Sei que fiz meu trabalho bem. O futuro não se sabe", desconversou o técnico, que admitiu que só teve uma conversa com a direção do clube sobre o planejando para o próximo ano há um mês. "E nem sabíamos que teríamos que planejar uma Libertadores" disse.

O técnico admitiu que o time precisa de reforços. "Mas é sempre importante ter compromisso com o clube e com os jogadores", disse, afirmando que, se permanecer, vai querer ser ouvido no que se refere a reforços. "Tenho que ter meu peso", afirmou.

Jayme de Almeida agradeceu pelo fato de ter sido comparado a Carlinhos e Andrade, homens formados no Flamengo, que brilharam como jogador e como técnico. "Quero seguir trabalhando como técnico. Sei das dificuldades de não ter um empresário, mas isso não me preocupa", afirmou, lembrando que Andrade, por exemplo, foi campeão brasileiro, eleito melhor técnico do ano e nunca mais conseguiu trabalhar na primeira divisão do Brasileiro.

O treinador ainda teve tempo de escolher o melhor e o pior momento do time, desde que assumiu após a saída de Mano Menezes. "O pior foi depois do empate contra o Náutico. Tínhamos um jogo contra o Botafogo pela frente e muitas dúvidas. Mas depois que a torcida veio ao Maracanã e conseguimos o empate, sabia que seria muito difícil nos parar. Ali encontramos nosso norte", disse.