STJD promete análise de Vasco x Cruzeiro, mas duvida de "entregada"

A imagem flagrada pela televisão do diálogo entre Júlio Baptista e Cris no jogo entre Vasco e Cruzeiro, sábado, no Maracanã, será analisada pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Procurador-geral do STJD, Paulo Schmitt explica que, se ficar comprovada uma facilitação na partida para o time vascaíno, que venceu por 2 a 1, pode ocorrer uma denúncia ou, pelo menos, um pedido de investigação.

"Em tese, esse tipo de declaração/afirmação, de forma isolada e fora de contexto, poderia sugerir uma entrega ou manipulação de resultado de partida. Tal conduta, se confirmada, configuraria infração aos artigos 243 e 243-A do CBJD", declarou Schmitt.

Antes mesmo da análise, porém, o procurador-geral declarou ver chances remotas de facilidades ao Vasco. "É improvável que isso tenha ocorrido pois ninguém revelaria de forma tão inocente um esquema que prejudicaria vários outros clubes em benefício de um deles", acrescentou Schmitt, que ainda assim prometeu analisar.  

"De todo modo, como pouca coisa me surpreende ultimamente, iremos avaliar imagens e lances do jogo, que é mais importante nesse cenário do que qualquer diálogo ou provocação, e caso haja facilitação, omissão em disputa dentre outros aspectos de impacto no resultado da partida, poderemos oferecer denúncia, ou ao menos requerer uma investigação", disse.

Na partida, Julio Baptista foi flagrado pela televisão no momento em que falava com Cris, zagueiro do Vasco: "Vai lá, faz mais um gol lá". O meia do Cruzeiro se defendeu após a partida: "a gente estava discutindo. Ele falou: 'pô, amacia aí', e eu disse, 'vai lá e faz o terceiro'. As pessoas podem interpretar de outra forma, que a gente queria amaciar, mas isso não aconteceu em momento algum", declarou na saída do gramado.

No fim da noite, Júlio reforçou seu discurso no Twitter e sugeriu aproveitadores na história e demonstrou indignação pelas insinuações.