Para Felipão, vaga em convocação para 2014 é motivação diante da Zâmbia

A seleção da Zâmbia não se classificou para a Copa do Mundo de 2014, no Brasil. No entanto, nem por isso deixa de ser uma preocupação para Luiz Felipe Scolari. O técnico da Seleção Brasileira acredita que o rival do amistoso da próxima segunda-feira em Pequim é capacitado o suficiente para motivar seus comandados a fazer um amistoso disputado no Estádio Ninho do Pássaro, em Pequim.

Para Felipão, o amistoso ganha importância para os jogadores à medida que a definição da lista dos jogadores que vai à próxima Copa do Mundo se aproxima – a convocação final sai no dia 7 de maio. Assim, enfrentar a Zâmbia possuiria a mesma importância que possuiria qualquer outro adversário neste momento da Seleção Brasileira.

“Eu não tenho problema nenhum. Eles estão muito concentrados, com um grupo definido para que eles possam atuar dessa forma e possam atuar assim. Eles não têm dificuldades de jogar contra A, B ou C, porque sabem que esses são nossos adversários atuais. A partir daqui é que vamos montar nosso grupo para o Mundial. Cada um se comporta de uma forma muito equilibrada, tentando buscar sua vaga. Esse não é o problema que a gente tem não”, disse.

O técnico ainda lembrou as campanhas recentes da seleção de Zâmbia, que conquistou o título da Copa Africana de Nações em 2012 e lembrou a eliminação da equipe nas Eliminatórias Africanas para o Mundial de 2014. O time foi segundo no Grupo D da segunda fase da CAF, perdendo a vaga para Gana (15 pontos a 11), sendo que os dois times se enfrentaram na última rodada em setembro e os ganeses levaram a melhor (2 a 1), eliminando a rival.

“Nosso grupo é um pouco jovem, e o aprendizado será importante também. Zâmbia é um time africano, que ainda não jogamos. Se tivesse ganhado de Gana, se não me engano, poderia estar participando da Copa ou jogando um playoff para ir para a Copa. É um jogo diferente, onde nós vamos tirar algumas lições também. Foi campeã africana em 2012”, reforçou, esperando informações após um amistoso contra um time da África – o primeiro desde setembro de 2012, quando a equipe ainda era comandada por Mano Menezes e venceu a África do Sul por 1 a 0 no Estádio do Morumbi.