Filho de 2 anos de astro da NFL morre após ser agredido por padrastro

A polícia do estado americano de Dakota do Sul confirmou nesta sexta-feira a morte do filho de Adrian Peterson, running back do Minnesota Vikings e jogador mais valioso (MVP) da temporada 2012 da NFL. As autoridades informaram que o menino de apenas dois anos de idade não resistiu às lesões sofridas na cabeça depois de ser agredido por Joseph Patterson, 27 anos, namorado da mãe da criança.

O nome do filho de Adrian Peterson foi mantido em sigilo a pedidos da família. Ele havia sido internado na quarta-feira em um hospital na cidade de Sioux Falls em estado gravíssimo. O acusado do assassinato foi preso, sob uma fiança de US$ 750 mil (mais de R$ 1,5 milhão).

Patterson já possuía ficha policial – recentemente, a Justiça americana havia arquivado duas acusações de agressão doméstica. A polícia de Dakota do Sul acredita que o acusado agrediu o garoto em um momento em que os dois estavam sozinho no apartamento onde moravam – a mãe havia saído.

"Obrigado à minha família, aos meus fãs e aos torcedores das outras equipes pelo apoio. A NFL é uma fraternidade e sou muito grato aos tweets, às ligações e às mensagens de textos que recebi de meus companheiros", escreveu Adrian Peterson em sua conta no Twitter.

O jogador afirmou à imprensa dos Estados Unidos que, apesar da morte do filho, tem a intenção de entrar em campo neste domingo, quando os Vikings recebem o Carolina Panthers, pela sexta rodada da temporada regular.