Espanhóis criticam mergulhos de Neymar: "ninguém mais acredita"

Neymar vive um grande momento nos primeiros meses de Barcelona, destacando-se com a camisa 11 azul-grená com ou sem a presença do astro argentino Lionel Messi em campo. No entanto, uma característica do jogador tem chamado a atenção dos espanhóis: o alto número de faltas recebidas. Nesta segunda-feira, porém, o jornal Marca questionou algumas das infrações cometidas sobre o atacante brasileiro, que, em determinados casos, “forçaria a barra” na simulação.

“A maioria das pessoas (exceto os fãs do Barcelona) pensa que Neymar se joga em excesso e se deixa cair ao receber o mínimo contato”, publicou o Marca nesta segunda, em uma notícia cujo título é “não acreditam em Neymar”.

“Desde que chegou ao Barcelona, Neymar foi acompanhado pela fama de jogador que simula faltas, especialmente dentro da área. Isso gerou um debate que agora chega ao ponto mais alto. Apesar de que em algumas ocasiões fique claro que o brasileiro tem razão, o espetáculo de suas quedas coloca em análise a existência real das faltas que recebe”, acrescentou o Marca.

Como argumento, o diário espanhol com sede em Madri se escorou em dois lances da partida do último sábado contra o Valladolid, pelo Campeonato Espanhol. Neymar reclamou dois pênaltis durante a vitória por 4 a 1 do clube catalão, mas nenhum dos lances foi sinalizado pela arbitragem.

Depois do jogo, o treinador do Valladolid, Juan Ignacio Martínez, também deu a entender que estava insatisfeito com a postura do atacante brasileiro. “O Neymar tem um defeito, mas não vou dizer o que é”, desconversou, sendo rapidamente rebatido pelo astro do Barcelona. “Espero que isso se refira a algo positivo”, disse.

No final de semana, até o treinador português José Mourinho, do Chelsea, mencionou Neymar ao dar um sermão contra as simulações. 

Agora, Neymar faz uma pausa na sequência de partidas pelo Barcelona e integra a Seleção Brasileira em dois amistosos de preparação para a Copa do Mundo de 2010. A equipe de Luiz Felipe Scolari enfrenta a Coreia do Sul nesta sexta-feira em Seul e, três dias depois, pega a Zâmbia em partida marcada para a cidade chinesa de Pequim.