'Fifa quer voltar a 1930', critica Felipão sobre polêmica por Diego Costa

Quando convocou Diego Costa para os amistosos da Seleção Brasileira contra Itália e Rússia, no início do ano, Luiz Felipe Scolari provavelmente não considerava a possibilidade de, meses depois, perdê-lo para a seleção espanhola. Mas é o que pode ocorrer em breve, de acordo com a imprensa de Madri. O fato de Felipão não chamá-lo para o Brasil nesta quinta-feira reforçou a possibilidade.

>> Seleção Brasileira convocada para jogos contra Coreia do Sul e Zâmbia

Ocorre que, por uma alteração recente em seus regulamentos, a Fifa abriu o precedente para casos como o de Diego Costa. A partir de então, só mesmo uma convocação para jogos oficiais inviabiliza o jogador de defender um segundo país. Na medida em que Felipão indica que Diego não está em seus planos, a Espanha pode chamá-lo. O treinador brasileiro criticou a mudança de lei. 

"Provavelmente a Fifa esteja voltando às regras de 1930, 1940, 1950, quando o Mazzola jogou no Brasil e jogou na Itália. Di Stéfano, Preguinho também se não me engano, Puskas... Se eles acham isso, não sou eu que vou discutir esse assunto. Mas eu acho um pouco estranho", citou Felipão sobre casos de jogadores que defenderam dois países diferentes.

O treinador da Seleção Brasileira ainda se lembrou sobre precedentes que podem ser abertos a partir deste caso. "Daqui a um ano, dois, cinco anos, provavelmente um país qualquer contrate 20 jogadores e faça uma seleção. Pode jogar cinco, dez, cem amistosos, e no 101º ele vai jogar um jogo oficial por um país e a Fifa vai reconhecer isso. Acho estranho", disse Felipão.

Questionado especificamente a respeito de Diego Costa, o treinador brasileiro falou só em linhas gerais. Não deixou claro se o atacante do Atlético de Madrid pode ou não jogar a Copa do Mundo pelo Brasil. "Todos os jogadores brasileiros, convocados anteriormente ou não, fazem parte da Seleção. Agora, quem a gente vai escolher antes da convocação final, eu não sei ainda. Tenho uma base que mais ou menos imagino, mas que posso modificar dependendo dos acontecimentos". 

A atual temporada do Campeonato Espanhol é marcada por bom desempenho do Atlético de Madrid e também de Diego Costa. Em seis partidas, Diego tem sete gols marcados e uma assistência, o que gerou comentários sobre uma possível oportunidade pela seleção dirigida por Vicente del Bosque.