Atacante titular do Equador morre no Catar aos 27 anos

Christian "Chucho" Benítez sofreu parada cardiorrespiratória em hospital

O atacante Christian "Chucho" Benítez, titular da seleção do Equador, morreu nesta segunda-feira aos 27 anos, de acordo com veículos britânicos como a BBC e o Daily Mirror. A causa da morte teria sido uma parada cardiorrespiratória após o jogador ser internado com suspeita de apendicite. O atleta havia acabado de se transferir do América do México para o El Jaish, do Catar, em um negócio de 10 milhões de libras (R$ 34 milhões).

Não foram divulgados mais detalhes sobre a morte de Benítez, que era especulado como alvo de mercado do Tottenham e tinha grandes chances de disputar a Copa do Mundo de 2014 no Brasil. A seleção equatoriana ocupa atualmente o terceiro lugar nas Eliminatórias Sul-Americanas para o Mundial, atrás apenas de Argentina e Colômbia.

Em comunicado oficial em seu site, o El Jaish, clube do atacante, manifestou suas "sinceras condolências" à família de Benítez, que havia participado apenas de um amistoso com a equipe. "Sua despedida súbita é um grande choque para a comissão técnica e a diretoria", disse o texto.

Pela seleção do Equador, "Chucho" disputou 58 partidas e marcou 24 gols, sendo o terceiro maior artilheiro da história do país. O atacante começou a carreira no El Nacional, em 2004, e defendeu também Santos Laguna (MEX), Birmingham City (ING) e América (MEX) antes de acertar a transferência para o El Jaish, em julho deste ano.