Fisco espanhol acusa Messi de fraude, mas atleta nega

O atacante argentino Lionel Messi, que atua pelo Barcelona, foi acusado pelo fisco espanhol de ter sonegado mais de 4 milhões de euros em impostos, informou a imprensa espanhola. 

De acordo com denúncia do órgão fiscalizador de delitos econômicos de Barcelona apresentado contra Messi e seu pai, Jorge Horácio, o atleta teria cometido o crime em declarações de imposto de renda nos anos de 2007, 2008 e 2009.

Nesta quarta-feira o pai do craque, Jorge Messi, defendeu o filho das suspeitas de fraude fiscal. "Tudo isso é um erro. Já conversei com nossos advogados para que solucionem tudo, porém não compreendo o que está ocorrendo. Eu não estou acompanhando os detalhes deste assunto, vivo na Argentina", disse Jorge Messi ao diário espanhol AS.

Jorge Messi disse também que não conversou com o filho sobre o problema.

Já Lionel Messi divulgou um comunicado a respeito do assunto pelo Facebook: "Comunicamos que nos inteiramos do assunto pela imprensa espanhola. Algo que nos causa surpresa porque não cometemos nenhuma infração. Sempre atendemos todas as nossas obrigações tributárias, seguindo os conselhos de nossos assessores fiscais, que se encarregam destas questões".