Lúcio se irrita com substituição e vai direto para o ônibus do São Paulo

O São Paulo voltou a ter um atleta mostrando irritação ao ser substituído por Ney Franco. Quatro dias depois de Paulo Henrique Ganso deixar o campo contrariado do clássico contra o Palmeiras, nesta quinta-feira foi o veterano zagueiro Lúcio, que não concordou ao ser sacado do time durante a derrota por 2 a 1 para o Arsenal de Sarandí, pela Copa Libertadores da América. O pentacampeão mundial pela Seleção Brasileira não retornou sequer no banco de reservas: partiu direto para o vestiário e, de lá, para o ônibus da delegação no Estádio Julio Grondona, na Argentina. As informações são da Rádio Globo.

Lúcio foi um dos três zagueiros colocados por Ney no time titular nesta quinta, ao lado do também titular Rafael Toloi e de Edson Silva, que vinha atuando pouco pela equipe tricolor. No entanto, foi o veterano ex-Inter de Milão quem deixou o campo aos 11min do segundo tempo para a entrada de Ganso, quando o placar ainda marcava um empate por 0 a 0.

O zagueiro saiu rapidamente de campo pela linha de fundo, e não pela lateral, cumprimentando seu substituto. Lúcio entrou no vestiário e, segundo a rádio, saiu de lá assim que a partida terminou – ou seja, não se encontrou com Ney Franco após o jogo. O veterano teria entrado no ônibus da delegação e se deitado em um dos bancos, colocando os pés no banco da frente.

Questionado sobre a possível irritação de Lúcio, Ganso tentou abafar o tema, em entrevista à Fox Sports. “Nem vi o lance, nem conversamos. Independentemente disso, acho até que ele saiu rápido para ajudar a equipe”, desconversou o camisa 8, que havia protagonizado episódio semelhante ao ser sacado durante o empate por 0 a 0 com o Palmeiras, no Morumbi pelo Campeonato Paulista – demonstrando irritação, ele atirou um copo d’água no chão ao chegar ao banco de reservas.