Melhor da Libertadores, Atlético-MG bate The Strongest e vai às oitavas

Quatro jogos, quatro vitórias. Nenhuma equipe na Copa Libertadores tem uma campanha como a do Atlético-MG. Nesta quarta-feira, em La Paz, o time do técnico Cuca manteve sua excelente escrita, superou a altitude boliviana e derrotou o The Strongest por 2 a 1. O resultado já garante os mineiros nas oitavas de final da competição sul-americana com duas rodadas de antecedência.

O Atlético-MG tem 12 pontos em quatro jogos, oito a mais que o São Paulo, segundo colocado do Grupo 3 e que enfrenta o Arsenal nesta quinta-feira, na Argentina. Em caso de derrota são-paulina, o time mineiro garante até mesmo a liderança da chave.

A equipe de Belo Horizonte recebe na próxima rodada o Arsenal para ampliar sua vantagem. A partida ocorre somente no dia 3 de abril, no Independência. O Atlético-MG encerra sua participação na fase de grupos contra o São Paulo, no Morumbi, dia 17 de abril.

Diego Tardelli foi o responsável por abrir o placar, logo no começo do primeiro tempo. Pouco antes do intervalo, Reina aproveitou falha de Victor e empatou. O gol da vitória do time mineiro veio somente no fim do segundo tempo, com Méndez, contra.

O jogo

Mostrando-se adaptado à altitude de La Paz, o Atlético-MG começou o duelo buscando o ataque sem medo e criando boas chances. Ronaldinho e Réver tiveram oportunidade de marcar logo cedo e coube a Diego Tardelli abrir o placar. Aos 9min, Jô tentou jogada pelo lado esquerdo, viu o atacante livre do outro lado e cruzou para o gol no cabeceio.

O que parecia ser uma vitória tranquila para o Atlético-MG, entretanto, tornou-se um exercício para a defesa do time brasileiro. O The Strongest mostrou que também tem qualidade e passou a criar muito perigo em busca do empate. Aos 24min, os bolivianos só não marcaram em chute de Cristaldo porque Victor fez grande defesa.

Ao mesmo tempo, a partida seguia aberta, já que o Atlético-MG ameaçava bastante no contra-ataque. A velocidade de Bernard era arma importante - o garoto precisou até usar tanque de oxigênio para recuperar o fôlego. No final do primeiro tempo, no entanto, o The Strongest conseguiu seu gol. Aos 43min, Cristaldo disparou de longe e Victor soltou a bola na área. Reina veio no rebote e empurrou para o fundo das redes.

O intervalo serviu para que o time mineiro descansasse e recuperasse o fôlego, mas não ajudou para melhorar a situação. O The Strongest voltou para o segundo tempo com o controle pleno da partida, atacando agressivamente e obrigando Victor a trabalhar bastante.

A estratégia do Atlético-MG era tentar o contra-ataque. Exausto, Bernard precisou deixar o jogo, e Ronaldinho e Diego Tardelli eram os responsáveis pelos contragolpes. O time visitante teve excelente chance aos 24min, em jogada veloz com Tardelli, mas o atacante viu cruzamento para Jô ser desviado pela marcação da casa e sair pela linha de fundo.

O empate já parecia ser um bom resultado para o Atlético-MG, mas a equipe de Belo Horizonte conseguiu novo gol. Aos 37min, Serginho avançou pela direita, cruzou na área em direção a Ronaldinho e Mendéz se antecipou e fez gol contra: o gol da vitória da equipe de Cuca.

Ficha técnica

THE STRONGEST 1 x 2 ATLÉTICO-MG

Gols

THE STRONGEST:

Reina, aos 43min do 1º tempo

ATLÉTICO-MG:

Diego Tardelli, aos 9min do 1º tempo, e Méndez (contra), aos 37min do 2º tempo

THE STRONGEST: Vaca; Bejarano, Mendez, Barrera e Torrico; Veizaga (Ramallo), Soliz, Chumacero e Cristaldo (Melgar); Pablo Escobar e Reina

Treinador: Eduardo Villegas

ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Réver e Júnior César (Richarlyson); Pierre, Leandro Donizete, Bernard (Serginho) e Ronaldinho; Diego Tardelli (Luan) e Jô

Treinador: Cuca

Cartões amarelos

THE STRONGEST: Bejarano, Torrico e Escobar

ATLÉTICO-MG: Marcos Rocha

Árbitro

Julio Quintana (PAR)

Local

Estádio Hernando Siles, em La Paz (BOL)