Bernard vê empate como bom resultado para Atlético-MG na Argentina

O jovem atacante Bernard, um dos jogadores mais valorizados no Brasil, mostra já ter incorporado o espírito da Copa Libertadores. Depois de vencer o São Paulo por 2 a 1 em Belo Horizonte, o Atlético-MG terá pela frente o Arsenal de Sarandí, na Argentina. O jogo será realizado na próxima terça-feira, dia 26, às 21h45 (Brasília).

Bernard acredita que o importante é somar pontos fora de casa - ou seja, um empate poderá ser considerado bom resultado. “Dentro da Libertadores, o importante é somar, fora de casa, independente do número de pontos que seja. Vamos em busca da vitória, mas se somar um ponto já será importante”, destaca.

Sobre o estilo de jogo da Libertadores, com marcação mais forte dos adversários, Bernard não se intimida e promete manter as características de velocidade e dribles.

“Não pode mudar o modo de jogar. Está dando certo. Jogador que muda o jeito de jogar pelo adversário não joga 100%. Eu procuro manter o que faço tecnicamente e taticamente, quero ajudar. Até pelo fato da gente ter o jogo aéreo forte, então pode sofrer falta na entrada da área, na lateral, então tem de ajudar, seja com falta, em um contra-ataque”, explica Bernard.

O Atlético-MG volta a jogar na Argentina após 13 anos. Pela Libertadores de 2000, o time mineiro enfrentou o San Lorenzo, e venceu por 4 a 3 - além do empate, por 2 a 2, em La Bombonera, contra o Boca Juniors.

Os jogadores do Atlético-MG voltam às atividades nesta quarta-feira após dois dias de folga. O time alvinegro não joga no fim de semana pelo Campeonato Mineiro, já que o clássico de reabertura do Mineirão contra o Cruzeiro foi antecipado da terceira rodada.

A delegação atleticana viaja para Buenos Aires no próximo domingo. No dia seguinte, o técnico Cuca comanda um treino no Estádio Júlio Grandona, local da partida diante do Arsenal, em Sarandí, que fica a cerca de 15 km da capital argentina.