Basquete: morre Ary Vidal, técnico campeão do Pan de 1987

Morreu nesta segunda-feira, aos 77 anos, no Rio de Janeiro, Ary Vidal, ex-técnico da Seleção Brasileira masculina de basquete. O treinador comandou a equipe na histórica campanha do ouro no Pan-Americano de Indianápolis (1987), com direito a vitória sobre os Estados Unidos na final. 

As causas do óbito ainda não foram divulgadas e o enterro será na terça-feira, com horário e local ainda indefinidos. Ele estava internado no Hospital São Lucas, em Copacabana, desde o dia 23 de outubro, com quadro de insuficiência renal e cardíaca.

A morte do treinador foi lamentada por alguns dos principais nomes do basquete nacional – entre eles, o ala-armador Leandrinho, do Boston Celtics. “Hoje é um dia de luto para todos no Brasil que amam o basquete. Ary Vidal deve ser sempre lembrado por nos”, publicou o atleta em sua conta no Twitter.

“É um momento muito triste para o esporte brasileiro, e muito mais difícil para mim, que sou amigo pessoal dele. O Ary foi um dos melhores profissionais que o basquete já teve, um técnico que deixou sua marca por onde trabalhou”, declarou o presidente da Confederação Brasileira de Basquete (CBB), Carlos Nunes.

Nascido no Rio de Janeiro em 1935, Ary começou a carreira como técnico de basquete no final da década de 50. Pela Seleção Brasileira masculina da modalidade, comandou o time nos Jogos Pan-Americanos de 1987, em Indianápolis (EUA), quando conquistou a medalha de ouro ao vencer os Estados Unidos na final por 120 a 115. No ano seguinte, na Olimpíada de Seul, conduziu o time de Oscar, Marcel e companhia ao quinto lugar. 

No último grande resultado conquistado à frente da Seleção, o treinador comandou a equipe na Olimpíada de 1996, em Atlanta (EUA), na qual conseguiu o sexto lugar. No total, foram 121 jogos, com 92 vitórias e 29 derrotas.

Com passagem também por diversos clubes do Brasil, como Vasco, Flamengo, Fluminense e Minas, Vidal foi campeão brasileiro em 1994, pelo Corinthians de Santa Cruz do Sul-RS. Dirigiu o basquete rubro-negro em 2009 Em 2009, ainda dirigiu o basquete do Flamengo. Em outubro de 2012, sofreu um acidente vascular cerebral no Rio de Janeiro, em meio a diversos problemas de saúde.