Mello confirma convite e encerrará a carreira no Brasil Open 

Ricardo Mello, 32 anos e profissional desde 1999, fará seu último torneio neste ano. O brasileiro teve confirmado seu convite para participar do Brasil Open e se aposentará ao fim da competição, que ocorre entre 9 e 17 de fevereiro, no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo. A grande atração do torneio é a presença do espanhol Rafael Nadal.

"Foi uma decisão difícil de ser tomada. Mas acho que fiz tudo que podia no tênis profissional e chegou a hora de parar, de me dedicar à família e a outros projetos, mas pretendo estar sempre ligado ao tênis", disse o tenista por meio de sua assessoria.

"A rotina de treinos, viagens e jogos passaram a ser cansativos e não prazerosos. Mas não gostaria de simplesmente deixar às quadras e a Koch Tavares (promotora do Brasil Open) está me dando esse presente para encerrar a minha carreira em casa, perto da família e amigos", completou.

Mello ocupou a 50ª posição do ranking da Associação dos Tenistas Profissionais (ATP) em 2005 e atualmente é o 280º colocado da lista. Ele conquistou o ATP de Delray Beach, em 2004, tornando-se um dos sete brasileiros (além de Thomaz Koch, Luiz Mattar, Gustavo Kuerten, Fernando Meligeni, Jaime Oncins e Thomaz Bellucci) a ganhar um título deste nível na era profissional.

Ao lado do torneio americano, o Brasil Open é o evento de melhor retrospecto de Mello. Ele foi semifinalista da competição pela primeira vez em 2005, quando liderou o terceiro set por 4/2 do duelo com Nadal antes de levar a virada por 6/4 - o espanhol seria campeão. O campineiro perdeu na mesma fase também nas edições de 2010 (derrota para o espanhol Juan Carlos Ferreiro) e 2011 (derrota para o ucraniano Alexandr Dolgopolov).

"Disputei nove das 12 edições já realizadas. Sempre foi um prazer disputar o único ATP do país, com o apoio da torcida, da família e dos amigos por perto. Em 2005 cheguei à minha primeira semifinal do torneio e fiz um jogo memorável contra Rafael Nadal", lembrou Mello.