Belfort faz mistério com penteado e espera "beber vinho" no sábado  

É comum que lutadores sejam vistos em eventos oficiais vestindo camisas e bonés de patrocinadores. É uma forma simples para que as empresas apareçam em fotos e vídeos dos atletas. Vitor Belfort, principal estrela do UFC São Paulo, não é exceção. O carioca não tirou seu boné desde que começou a participar de encontros promocionais, mas o motivo pode ser maior do que somente destacar seu patrocinador.

Perguntado se planejou um penteado diferente para o UFC São Paulo, que acontece no sábado, a partir das 20h35, Belfort fez mistério e se recusou a retirar a peça de sua cabeça. "É meu espírito. Espírito de batalha, de guerra. O que dá na minha cabeça eu faço. Se eu pudesse, pintava a cara. É o espírito que vem em mim. Vocês vão ver", avisou o lutador.

O carioca falou ainda sobre a preparação que fez e destacou o "processo" pelo qual passou para chegar à luta contra Michael Bisping. Belfort ainda falou sobre a expectativa que tem de torcida brasileira a seu favor contra o britânico.

"Sem sacrifício você não atinge nada. A vida não é um projeto, é um processo. Cada um de nós está num processo. É curtir esse processo. Saber que o projeto termina depois do processo", disse. "Tenho certeza de que milhões de brasileiros estarão torcendo pra mim. Já espremi as uvas e sábado é dia de beber o vinho", ilustrou o carioca.

Belfort ainda foi perguntado sobre seus planos futuros, entre eles a possibilidade de aposentadoria. O lutador tem 35 anos, mas compete profissionalmente no MMA desde que tinha 19.  Sem eu cartel ele possui 21 vitórias e dez derrotas.

"A próxima luta é sempre a mais importante. Nada no passado vai ser o mais importante. Por isso é importante fazer o seu melhor. Quando perder a paixão de treinar, de chegar na academia. É difícil alguém querer mais do que eu. Amo o que faço. Faço com amor", declarou.