Estrela feminina pode fazer história e jogar críquete entre os homens

Considerada uma das melhores jogadoras de críquete da história, a inglesa Sarah Taylor divulgou que mantém conversações para integrar o time reserva de um clube do país no próximo verão europeu. A atleta, que atua na posição de wicketkeeper, poderia defender o Sussex.

Em entrevista publicada nesta segunda-feira pelo jornal inglês The Guardian, Taylor, 23 anos, disse que a possível contratação seria “fenomenal”. Ao mesmo tempo, ela admite ter “dúvidas”, já que seria um grande “desafio”. As partidas no masculino incluem bolas maiores e mais pesadas. A negociação é classificada pelo diário como um “movimento revolucionário no esporte feminino”.

Atualmente, Taylor se prepara para viajar na próxima quinta-feira à Índia, onde defenderá a seleção feminina inglesa na Copa do Mundo, a qual a equipe venceu em 2009. O técnico do time, Mark Lane, tem incentivado a atleta a fazer a mudança para a modalidade masculina.

Segundo a jogadora, o treinador acredita que a mudança só “ajudaria” a melhorar o nível da wicketkeeper. Esta, inicialmente, pretende participar de competições de “alto nível” de clubes, em Walmley, por uma liga distrital, antes de tentar a sorte em uma equipe como o Sussex.