Com 10, Atlético-MG resiste à pressão e avança de fase com vitória

Depois de uma hora de jogo com muita tranquilidade, o Atlético-MG teve problemas nos minutos finais, mas venceu o Linense por 3 a 1 e confirmou sua classificação para a próxima fase da Copa São Paulo. Neste domingo, em Lins, a equipe do treinador Rogério Micale alcançou sete pontos, eliminou a equipe da casa e já tem adversário definido para a primeira rodada de mata-mata. Irá enfrentar o Figueirense na próxima quarta-feira. 

No grupo D, o Atlético-MG terminou como primeiro colocado, com sete pontos, e foi seguido pelo Linense, eliminado com seis pontos. Na partida anterior, o Noroeste bateu o Rio Preto por 3 a 1, mas ambas equipes já estão eliminadas.

Superior na etapa inicial, o Atlético-MG abriu vantagem aos 7min. Dodô recebeu cruzamento da direita e deslocou o goleiro. Ele foi seguido por Élder, aos 32min também do primeiro tempo. Depois do intervalo, o Linense reduziu com Ronconi depois de passe de Léo Torres. Com dez jogadores por conta da expulsão de Josimar, os atleticanos sofreram grande pressão e gol da eliminação, por pouco, não ocorreu. Já nos acréscimos, um lance polêmico encerrou as esperanças do Linense em empatar. Roberval José de Oliveira, árbitro da partida, assinalou pênalti inexistente sobre o atacante Carlos, o que revoltou a equipe da casa e exigiu até a intervenção dos policiais. Rafael Vítor cobrou com categoria e pôs fim à partida.