Corinthians vê solução para lesões de Pato e já aciona marketing

O Corinthians já projeta como Alexandre Pato será tratado dentro e fora de campo no clube. Apesar da pouca idade do novo reforço - 23 anos - algumas características fazem com que o atacante se assemelhe ao ídolo Ronaldo: é muito suscetível a lesões (foram 15 nas últimas duas temporadas no Milan) e também tem grande potencial de marketing. Atento a isso tudo e com a experiência de já ter trabalhado com uma estrela no elenco, o clube alvinegro traça estratégias.

"Sem dúvida, é um jogador com potencial enorme, mídia monstruosa, e com certeza poderá ser explorado no marketing. Nosso departamento é muito competente para isso", afirmava o diretor adjunto de futebol corintiano, Duílio Monteiro Alves, antes mesmo do anúncio oficial da contratação do atleta, que aconteceu na noite desta quinta-feira.

Na confirmação da compra de Pato, aliás, o clube já explorou a imagem do jogador de forma diferenciada. O atacante apareceu de máscara hospitalar no site oficial do time e foi descrito como "infectado pela locospirose" - termo que é parte da campanha "Epidemia Corintiana" e define a "doença" que atingiria todos os apaixonados torcedores da equipe.

E o que assegura o Corinthians de que as lesões, que impediram que Pato se tornasse a estrela que prometia ser no Milan, não se repetirão no Parque São Jorge? Para Duílio, os problemas físicos do atacante estão longe de ser insuperáveis, principalmente pela pouca idade, que normalmente faz com que o atleta se recupere mais rapidamente das contusões.

"A parte física acontece no futebol", minimizou o dirigente. "O último ano dele teve muitas lesões, a gente sabe, nosso departamento de fisioterapia acompanha ele há algum tempo. Existem todos os exames médicos antes de assinar contrato. Mas não é nenhum tipo de problema que não tenha solução, ele está bem hoje, sem lesão. Lesão acontece, nosso departamento (médico) é muito competente, e a gente confia muito nisso. Estamos tranquilos".