Com dança e assobios, Azarenka desencanta e supera Serena em SP

Pouco menos de três meses depois de decidirem o Aberto dos Estados Unidos, Serena Williams e Victoria Azarenka voltaram a se encontrar - desta vez no Ginásio do Ibirapuera em São Paulo. E o nome da vencedora foi diferente. Em exibição disputada com bastante seriedade na noite deste sábado pelo Gillette Federer Tour, a bielorrussa devolveu a derrota contra a americana, vencendo por 2 sets a 0, com parciais de 6/2 e 7/5.

A partida levantou o público que compareceu em bom número ao ginásio, preenchendo em grande parte os cerca de 10 mil assentos disponíveis. Não havia lotação máxima, embora os ingressos para o terceiro dia de evento estivessem esgotados, segundo divulgaram os organizadores. No início do encontro, Azarenka e Williams dispararam golpes firmes que provocavam gritos de ¿uh!¿ nos fãs, em um grande nível de tênis.

O jogo ganhou em descontração na virada do sétimo game, quando a mascote dos Correios entrou em quadra para a primeira troca de bolas da partida e chamou ambas as jogadoras para dançar ao som de Sexy Back, do cantor americano Justin Timberlake. Elas não decepcionaram e ensaiaram alguns passos, recebendo muitos aplausos e assobios.

Apesar disso, o duelo era disputado com seriedade, em ritmo de pré-temporada de 2013, o que fez Serena, por exemplo, olhar desconfiada para uma marcação de bola boa quando a bielorrussa sacava em 0-30 no início do segundo set; ela viraria o game, confirmando o saque. Mais tarde, Azarenka não escondeu a irritação e soltou um grito de lamentação ao cometer uma dupla-falta no primeiro ponto do sétimo game da mesma parcial; de novo reagiu, saindo de um 0-30 para seguir à frente do placar por 4/3.

Gritando pelo nome de Serena, o público tentava incentivá-la a forçar um terceiro set. A jogadora, que ouviu inclusive um pedido de casamento durante a partida, mostrou vontade e lamentou com um grito agudo ao errar uma devolução quando recebia em 4/4, ao qual vários fãs reagiram com risos.

Azarenka cometeu duas duplas-faltas nesse game e, após um erro não forçado de esquerda na paralela, teve o saque derrubado. A torcida vibrou querendo ver mais jogo, mas o nível da exibição havia caído, e Serena repetiu os erros das rivais até cometer uma dupla-falta no break point.

Após confirmar o serviço, a bielorrussa se encaminhou para fechar a partida, com nova quebra de saque, em uma hora e 29 minutos, em novo erro não forçado da americana. Na primeira visita de ambas as jogadoras ao Brasil, Azarenka desencantou diante da rival, contra quem perdeu oito das nove partidas realizadas até aqui no circuito profissional.

Número 1 do mundo, Azarenka havia sido derrotada inclusive na partida mais importante contra a adversária, disputada em 9 de setembro em Nova York. Na ocasião, Williams, terceira colocada do ranking mundial, aplicou parciais de 6/2, 2/6 e 7/5 para vencer o 15º Grand Slam da carreira.