Torben Grael volta a criticar poluição da Baía de Guanabara

Na semana passada, o iatista Torben Grael alertou para uma realidade incômoda para os organizadores dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro em 2016: a vela corria o risco de disputar uma prova olímpica na raia mais poluída da história, o que pode arruinar a prova de algum competidor. Convidado para participar da etapa carioca da Extreme Sailing Series, uma espécie de Fórmula 1 dos barcos a vela, o brasileiro voltou a criticar o descaso com a Baía de Guanabara.

Torben chegou atrasado a um evento na semana passada porque o lixo ficou preso no seu barco. "Minha preocupação é antecipar um possível problema antes que ele aconteça. Se acontecesse isso dentro dos jogos seria um grande vexame. O esporte não é bom apenas para medalhas, mas para ajudar outros aspectos", criticou Torben, dono de cinco medalhas olímpicas.

A competição que disputa neste final de semana ocorre nas proximidades do Pão de Açúcar, um dos pontos turísticos mais importantes e famosos do Rio de Janeiro. A praia de Botafogo, onde os barcos estão, é uma das mais belas da cidade, mas passa o ano inteiro imprópria para banho por causa da poluição. Torben espera, contudo, que a sujeira não atrapalhe a prova.

"A raia está colocada num lugar fora do canal por onde passa a maior parte do lixo, que é onde vai ser disputada a Olimpíada. Espero que a gente não tenha lixo boiando por aqui durante o final de semana", disse o brasileiro.

Apesar de tecer críticas sobre um tema que afeta diretamente o governo estadual, Torben defendeu seu irmão Axel, que foi duas vezes presidente da Fundação Estadual de Engenharia do Meio Ambiente (Feema) - órgão extinto em 2007 e que deu lugar ao Instituto Estadual do Ambiente (Inea) - e eleito recentemente vice-prefeito de Niterói. Axel é aliado do governador Sérgio Cabral.

"Axel é ligado à militância ecológica desde a época de estudante. Tem uma vida de luta neste sentido. Ele tem sim a oportunidade de fazer mudanças importantes em Niterói, assim como o Rio vem sofrendo mudanças", afirmou o velejador.